Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado estadual Cobra Repórter (PSD) conversou com o secretário estadual de Infraestrutura e Logística (Seil), Sandro Alex, na sexta-feira (01), sobre uma das obras mais esperadas por Londrina e região: a duplicação da PR-445 do Distrito de Irerê até Mauá da Serra. O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) publicou, na quarta-feira (30), o edital de licitação n.º 23/2019 para selecionar a empresa que vai elaborar o projeto de engenharia de restauração e duplicação.

“É uma obra grandiosa com intercessões, viadutos, trincheiras, pontes alargadas... é uma cobrança do Deputado Cobra Repórter e da região que o governador Ratinho Junior colocou como prioridade do seu governo! Até hoje, muito foi falado e nada foi feito de concreto. Agora, essa reivindicação se torna uma realidade! E garanto mais: o projeto fica pronto ano que vem e esperamos que a construção comece logo em seguida, porque já temos recursos destinados para isso”, garantiu o secretário Sandro Alex.

Serão contemplados 49 quilômetros e 700 metros, praticamente 50 quilômetros de rodovia restaurados e duplicados. Só o projeto deve custar cerca de R$ 5 milhões. “Eu costumo dizer que a PR-445 é a rodovia da morte. Muitas vidas já foram perdidas ali! A duplicação é um compromisso com a vida dos paranaenses e com o desenvolvimento do nosso estado”, destacou o deputado Cobra Repórter.

O projeto tem início no entroncamento com a BR-376, no perímetro de Mauá da Serra, onde serão incorporadas faixas de aceleração e desaceleração dos veículos que fazem conversões pela rodovia federal, sem alterar o viaduto existente. No acesso ao município de Tamarana e ao distrito de Lerroville deverão ser construídas interseções em desnível e interligadas por meio de marginais, formando um binário entre as duas. Nos entroncamentos com a PR-538, acesso para Guaravera, e com a PR-532, acesso a Taquaruna, também estão previstas interseções em desnível. Serão alargadas as seis pontes existentes no trecho e definidas soluções para as estruturas com histórico de alagamento.

A PR-445 já está sendo contemplada por duas obras do DER atualmente. Entre Londrina e Cambé, são revitalizados os pontos críticos de marginais e ruas de acesso à rodovia, em uma extensão de 13 quilômetros. Entre Londrina e Irerê está em andamento a restauração e duplicação da PR-445, em uma extensão de 15,28 quilômetros.

 “Temos ainda mais obras para Londrina e região que colocamos como prioridade, por exemplo, o Aeroporto de Londrina e os viadutos da Angelina Vezozzo e do Bratislava. O governador já nos pediu celeridade”, explicou Sandro Alex.

Meire Bicudo/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios