Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

 “Dia 15 de junho, é o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. 91% dos casos de violações acontecem por familiares da vítima, cujo principal agressor é o filho, seguido do cônjuge e netos. Em 73% dos casos, o agressor convive na mesma casa com a pessoa idosa. Os dados são do Disque Idoso Paraná e nossa obrigação é combater isso”, ressaltou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Crianças, Adolescentes, Idosos e Pessoas com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná.

O deputado é autor da Lei Junho Violeta, mês de conscientização e prevenção contra a violência à pessoa idosa, inserida no Calendário Oficial de Eventos do Paraná. Em alusão à data, ele realizou, na noite de segunda-feira (14), uma live com a promotora de justiça, Rosana Beraldi Bevervanço. Ela é coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça do Ministério Público, responsável pela área de defesa dos direitos do idoso e da pessoa com deficiência no Paraná.

A promotora destacou que a pandemia do novo coronavírus fez com que aumentasse significativamente o número de denúncias. “Infelizmente, a violência contra o idoso é muito comum e tem crescido no âmbito familiar. Com a pandemia, isso agravou e os números do Disque Idoso mostram isso. O lar devia ser um lugar de proteção, carinho, aconchego e segurança. Toda a forma de conscientização e auxílio é necessária para que a população possa denunciar esses crimes. A obrigação de proteger o idoso é de toda a sociedade!”, ressaltou a promotora Rosana Beraldi Bevervanço.

O deputado lembrou ainda que denúncias podem ser feitas pelo Disque Idoso (0800 141 0001) ou também no site da Criai: www.criaiparana.org . A promotora disse que existe ainda, em alguns casos, situações em que o idoso protege seu agressor. “Quando há a notícia de violência, o idoso reluta em levar a violência até a autoridade, porque aquela pessoa muitas vezes é o único vínculo familiar que ele tem. Nosso desafio é mostrar ao idoso que o que a gente pretende é resolver um problema e não destruir uma família”, explicou a promotora.

Outro aspecto levantado por ela foi a apropriação indébita – violência financeira. “É uma covardia. Muitas vezes o idoso está deixando de comprar uma comida saudável, um remédio... para dar ao filho um tênis novo. E temos um drama muito grande: idosos sendo espoliados por parentes que usam o dinheiro dele para comprar drogas. Isso é dramático, ninguém deveria passar por isso em nenhuma fase da vida”, destacou a promotora.

A secretaria estadual de Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) informa que o Disque Idoso registrou de janeiro a dezembro de 2020, no Paraná, 1452 denúncias e 1513 orientações. As principais denúncias foram em 1º lugar as violências financeira, patrimonial, vulnerabilidade econômica; 2º abandono; 3º negligência; 4º agressões verbal e psicológica; 5º agressão física.

De janeiro a abril de 2021, o Disque Idoso recebeu 466 denúncias e 210 orientações. As principais denúncias foram em 1º lugar apropriação indébita – violência financeira; 2º negligência; 3º agressões verbais e psicológicas; 4º agressão física; 5º abandono.

O deputado lembrou ainda que apresentou um projeto de lei (PL), em conjunto com o deputado estadual Subtenente Everton, integrante da Criai, para instituir, em caráter permanente, a Força-Tarefa de Defesa do Idoso, a FORTE IDOSO, integrada por representantes dos três Poderes do Estado e da sociedade organizada. O objetivo principal é a garantia dos direitos, prevenção e combate aos crimes contra os idosos.

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.