Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), enviou, ontem (18), um ofício à delegacia da Polícia Federal solicitando rigor nas investigações de um homem de 44 anos que foi preso em flagrante com mais de 7.500 arquivos de imagens e vídeos relacionados à exploração sexual de crianças e adolescentes em Maringá.

Ele foi preso pelos crimes de posse e armazenamento de arquivos de pornografia infantil, crimes tipificados no Estatuto da Criança e do Adolescente. A prisão ocorreu na sexta-feira (15), durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão pela Polícia Federal.

“Os materiais, fotos e vídeos, apreendidos passarão por perícia técnica segundo a Polícia. Temos que combater essa rede grotesca de compartilhamento de arquivos de pornografia infantil. A grande maioria age como amigos das crianças ganhando sua confiança através de um comportamento que muitas vezes pode simular de outra criança ou adolescente da mesma idade já que as redes sociais permitem criar perfis falsos. Por isso eu reforço: pais, acompanhem as redes sociais de seus filhos, conversem sobre cuidados e sobre a importância de não divulgar detalhes da vida pessoal na internet”, destacou o deputado Cobra Repórter.

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.