Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Relatório Estatístico Criminal da secretaria estadual de Segurança Pública (Sesp), divulgado ontem (25), mostra que o Paraná registrou redução de 24.377 ocorrências de furtos e roubos de janeiro a setembro de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado: foram 130.034 crimes nesse ano, contra 154.411 no período de 2019.

 “Houve uma diminuição média de 89 furtos e roubos por dia! Isso é resultado do planejamento estratégico do Governo do Estado que está focado no trabalho integrado das instituições de segurança, com o policial próximo do cidadão e operações de inteligência”, destacou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), vice-líder do Governo.

Os dados também mostram que os crimes de furtos e roubos em ambientes públicos, comércio, residências e veículos caíram em todo o Estado nos primeiros nove meses deste ano. De janeiro a setembro de 2020, os registros do crime de roubo, no geral, reduziram 30,7% em todo o Paraná: foram 37.405 no período de 2019 e 25.918 registros nos mesmos meses deste ano.

Os dados ainda apresentam uma redução de 12.890 de furtos no Estado. No geral, de janeiro a setembro de 2020 foram 104.116 ocorrências, contra os 117.006 registros nos mesmos meses do ano passado – queda de 11% no período deste ano.

A redução nos índices de furtos nos primeiros nove meses deste ano teve destaque na Área Integrada de Segurança Pública (AISP) de Ponta Grossa, (-10,9%), na de Foz do Iguaçu (-21,6%), de Maringá (-9,2%), Londrina (-6,1%), Cascavel (-19,1%) e de Paranaguá (17,7%).

Quando comparado o número de roubos nos três primeiros trimestres deste ano, a redução foi significativa nas mesmas Áreas Integradas de Segurança Pública: de Ponta Grossa (-36,5%), Foz do Iguaçu (-28,9%), Maringá (-36,1%), Londrina (-19,3%), Cascavel (- 27,7%) e Paranaguá (-29,4%).

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios