Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com o objetivo de promover ações e tecnologias que estimulem o uso racional de água potável no Paraná, os deputados estaduais Evandro Araújo (PSC) e Goura (PDT), que comandam a Comissão de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais da Assembleia Legislativa, apresentaram um projeto de lei, na segunda-feira (26), com diretrizes para coibir o desperdício de água e práticas que levam ao aumento da eficiência do uso desse recurso.

Entre as principais medidas para o uso responsável da água, previstas no projeto, estão o reuso de água gerada por aparelhos de ar condicionados; a captação e reaproveitamento de água da chuva; o aumento de áreas verdes e permeáveis em obras públicas que favorecem a infiltração da água no solo e a recarga dos lençóis freáticos; além do uso de tecnologias ou equipamentos hidráulicos econômicos em novos projetos de edificações públicas e privadas.

"A ideia do projeto é apresentar opções ao Poder Público, iniciativa privada e sociedade em geral de que há práticas e meios tecnológicos que trazem o melhor aproveitamento da água potável. No contexto de estiagem que vivemos e do agravamento da crise hídrica, é necessário que mudemos o quanto antes algumas condutas, em todos os espaços, para garantir água às futuras gerações e, mesmo, para nossa geração que já sente os efeitos da escassez de água de doce", justificou o deputado Evandro Araújo.

Devido à pertinência do tema, o deputado Goura pediu ao presidente Ademar Traiano que o projeto possa ser analisado pelas comissões temáticas e votado em plenário o quanto antes. "É um projeto de suma importância, que visa conferir efetividade ao pacto que o Paraná é signatário, que é a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, especialmente, a ODS que fala sobre água potável e saneamento. Por isso peço ao presidente que paute o quanto antes o projeto", ressaltou Goura.

O projeto de lei também prevê ações de educação ambiental como forma de promover o uso responsável da água, incluindo o tema em campanhas e abordagens pedagógicas em todos os níveis de ensino, do fundamental ao superior, de escolas públicas e privadas. Um dos itens da proposta destaca o fomento a projetos de extensão universitária da rede estadual de ensino superior que abordem o tema.

Adriano Rima/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios