Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

 “A população paranaense está envelhecendo de forma acelerada. A estimativa das autoridades em saúde é de que cerca de 15% da população do Estado já atingiu a terceira idade. Até 2030, teremos mais idosos que crianças/ adolescentes menores que 15 anos no Paraná. Esse panorama só reforça a necessidade de políticas públicas voltadas para a terceira idade para um envelhecimento saudável e digno com a garantia de direitos”, disse o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

O deputado aproveita a data, 1º de outubro (sexta-feira), Dia Mundial do Idoso, para lembrar algumas de suas ações voltadas para esse público.“O Junho Violeta, mês de conscientização e prevenção contra a violência à pessoa idosa, é uma das nossas ações. Trata-se de uma lei de minha autoria que tem como objetivos: garantir dignidade e respeito à pessoa idosa, promover ações, combater a violência contra idosos e defender seus direitos”, explicou o deputado estadual Cobra Repórter. Ele lembra ainda que o site da Criai (www.criaiparana.org) é um canal onde podem ser feitas denúncias.

Outro trabalho do deputado, junto ao Governo do Estado, é em relação ao programa Viver Mais Paraná, o maior programa de habitação do País para a terceira idade. A iniciativa do Governo do Estado beneficia pessoas com mais de 60 anos que não tenham casa própria, sendo a cessão do imóvel feito por meio de aluguel social. Cada condomínio contará com infraestrutura de saúde, assistência social e lazer para os futuros moradores.

“Quero destacar que tive reuniões com o governador Ratinho Junior, com a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e secretaria estadual de Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) e o resultado chegou para o Norte do Estado: o governador já anunciou o Viver Mais para Arapongas e para Londrina”, ressaltou o deputado Cobra Repórter.

O deputado lembra ainda os diversos requerimentos que protocolou, na Alep, solicitando à secretaria estadual de Justiça, Família e Trabalho Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) às instituições de longa permanência para idosos e entidades de atendimentos que abrigam idosos neste período de pandemia.

“Outra ação importante voltada para a terceira idade foi a apresentação de um projeto de lei, em conjunto com o deputado estadual Subtenente Everton, integrante da Criai, para instituir, em caráter permanente, a Força Tarefa de Defesa do Idoso, a FORTE IDOSO, integrada por representantes dos três Poderes do Estado”, disse o deputado Cobra Repórter.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.