Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O programa anunciado pelo Governo do Estado que vai repassar R$ 20 milhões para a reforma de 200 Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAES) do Paraná está sendo elogiado pelas diretoras das instituições.


O chefe da Casa Civil Valdir Rossoni, um dos coordenadores do programa, explica que cada entidade vai receber R$ 100 mil diretamente na conta bancária e caberá à comunidade escolar e pais decidir quais intervenções são prioritárias e também fiscalizar a qualidade das obras.


“Estamos aplicando o mesmo modelo do programa Escola 1.000, que não apresentou problemas, deu transparência e agilidade aos contratos. É um avanço na democratização da gestão das escolas e incentiva o envolvimento de toda a comunidade na discussão do uso dos recursos”, explicou o secretário.


O Paraná conta hoje com 336 Apaes e 13 associações coirmãs filiadas. “Veio numa hora excelente e vai nos ajudar a fazer uma série de reparos que não tínhamos dinheiro para pagar. O governo está de parabéns pela iniciativa”, afirmou a diretora da Apae de Sertanópolis, Leonilda Sapatine.


Entre as obras que serão executadas na instituição da região Noroeste estão a troca das janelas e de parte do telhado, da instalação elétrica, pintura das salas e a reforma dos banheiros “Nossa escola é bem arrumadinha, mas estávamos precisando fazer alguns reparos para ficar ainda melhor. O dinheiro veio numa boa hora”, disse Sapatine.


Na Apae de Alvorada do Sul, Região Metropolitana de Londrina, o recurso será empregado na troca da instalação elétrica, construção de rampas de acessibilidade, forros, pintura e reforma do telhado.


“Estamos com vazamento e toda vez que chove ficamos com a sala de fisioterapia alagada. É uma ajuda muito importante porque sozinhos não teríamos recursos para fazer uma obra dessas”, afirmou a diretora Márcia Bávia.


Já em Cambira, no Norte, o dinheiro será utilizado na recuperação de uma piscina térmica, finalização da quadra de esportes, pintura dos pisos e reforma de banheiros. “Isso vai nos permitir oferecer maior conforto aos estudantes e preparar a escola com toda a acessibilidade necessária para eles”, explica a diretora Antônia Ramos Zanin.


O presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná (Feapaes), Fernando Meneguetti, explica que sem o repasse do governo estadual as instituições não conseguiriam recursos para fazer a reforma dos prédios . “Nunca vi um programa tão amplo. É inédito no Paraná e talvez no Brasil”, disse Meneguetti, que há 30 anos atua com as Associações de Excepcionais.

Asimp/Casa Cilvil/Pr

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios