Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

1528 denúncias foram registradas pelo Disque Idoso em 2019. A grande maioria maus tratos praticados por familiares (892). O número reflete um aumento significativo já que, em todo o ano de 2018, foram recebidas 846 denúncias. Aumento de 80%! Os dados são do Departamento de Políticas Públicas para Criança, Adolescente e Idoso da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf).

Importante destacar que a violência contra a pessoa idosa não se manifesta apenas em agressões físicas, mas também psicológica (655 denúncias) ou ainda em apropriação de benefício (439 registros) e abandono. O abandono, por exemplo, foi responsável por 785 denúncias do Disque Idoso no ano passado.

“Por conta da gestão do governador Ratinho Junior que investiu na divulgação do serviço, na qualificação dos profissionais envolvidos, na aproximação com instituições que trabalham com idosos... agora, as pessoas têm conhecimento desse canal e passaram a denunciar com mais frequência”, ressaltou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão Permanente da Assembleia Legislativa (Alep) que Defende os Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência, a Criai.

O Disque Idoso Paraná é um serviço telefônico estadual, gratuito e ligado a um banco de dados que coloca à disposição da população orientações sobre os direitos da pessoa idosa, presta informações, encaminha denúncias e sugestões sobre serviços públicos.

Pensando nisso, a partir de quinta-feira (30), no facebook da Criai, as pessoas poderão conferir dicas da procuradora de Justiça, Rosana Beraldi Bevervanço, de como evitar golpes contra idosos e orientações sobre seus direitos! “Teremos vídeos inéditos todas as quintas-feiras sempre a partir das 16h. Esta é uma das ações do PROJETO PARANÁ CONSCIENTE, uma iniciativa da Criai”, explicou o deputado Cobra Repórter.

Meire Bicudo/Asimp

Cobra_Reporter_foto_Daile_Felberg_Alep

Comentários:

De: Eduardo Hiratsuka
24/01/2020 às 09:47

Muito bom saber que existe esse serviço, mas em nenhum momento a jornalista informa o número desse serviço!

De: Henrique
24/01/2020 às 11:30

Verifique a foto Eduardo, lá está o telefone para denunciar


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios