Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Somente entre janeiro e março deste ano, o Governo do Paraná recebeu embaixadores e delegações de 22 países, em busca de fortalecimento das relações comerciais e de laço de amizade. “Essa agenda intensa contribui para que o Paraná intensifique parcerias em áreas estratégicas e, além disso, demonstra o interesse de investimentos no Estado”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Nesta quinta-feira (21), o vice-governador Darci Piana recebeu o embaixador da República Socialista do Vietnã no Brasil, Do Ba Khoa, que veio ao Paraná para conhecer a produção agropecuária do Estado. “As portas do Paraná estão sempre abertas para novas parcerias. A agropecuária paranaense é pujante e exportada para diversos países”, afirmou Piana.

O embaixador Do Ba Khoa fez um convite verbal para que uma comitiva do Paraná visite o Vitenã e exponha os produtos ao governo, empresários e à população de seu país. “Queremos ser parceiros do Paraná. Uma parceria com o Estado é importante para ambos, pois precisamos um do outro”, disse.

Darci Piana destaca que o Governo do Estado trabalha para fortalecer as relações internacionais e atrair mais investimentos estrangeiros ao Paraná. Nos três primeiros meses de gestão, as agendas internacionais incluíram encontros com representantes do Brics, que vieram para a reunião inaugural do bloco, em março, em Curitiba. Além do Brasil, o grupo é formado pela China, Índia, Rússia e África do Sul.

Em 26 de fevereiro, então governador em exercício, Darci Piana recebeu em Foz do Iguaçu o presidente do Paraguai, Mario Benítez, que veio para a posse da nova diretoria da Itaipu. No Palácio Iguaçu, em Curitiba, foram recebidos embaixadores, cônsules, governadores, prefeitos e empresários de países como o Vietnã, Polônia, Macedônia do Norte, Alemanha, Espanha, Paraguai, Turquia, República Tcheca, Japão, Áustria, Bangladesh, Filipinas, Guatemala, Síria, Ucrânia, Israel, Tunísia e Itália.

“O Paraná recebeu imigrantes de vários países, que encontraram no Estado um lugar propício para viver e manter sua cultura”, lembra Darci Piana. “Somos acolhedores e hospitaleiros, abertos ao diálogo e a parcerias internacionais, que ajudam a desenvolver o Estado. Essas relações são importantes para a economia, para as áreas da educação, cultura, tecnologia, inovação”, diz.

INFRAESTRUTURA – Além do agronegócio e da área comercial, o setor de infraestrutura é um dos focos das parcerias internacionais do Estado. Em Foz do Iguaçu, na agenda de Darci Piana com os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Paraguai, Mario Benítez, foi confirmada a segunda ponte ligando o Paraná ao país vizinho.

O Paraná também recebeu um sinal positivo da China sobre a proposta do Governo do Estado de implantar o corredor bioceânico, ligando os portos de Paranaguá e Antofogasta, no Chile.

Em reunião com Ratinho Junior no último dia 14, o embaixador Yang Wamming confirmou o interesse de empresas chinesas na execução do projeto e em outras obras de infraestrutura no Estado. Na ocasião, eles assinaram um protocolo de intenções para promoção da cooperação cultural, turística e comercial.

ACORDOS – Alguns dos encontros promovidos ao longo dos últimos três meses resultaram em acordos bilaterais com o Paraná. No início de março, Darci Piana participou da cerimônia que oficializou o acordo de cooperação internacional entre as cidades de Prudentópolis, no Centro-Sul do Estado, e a ucraniana Ternopil, que se tornaram cidades-irmãs. A cooperação fortalece as parcerias comerciais, culturais e o turismo entre os dois locais.

O governador Ratinho Junior e o embaixador de Israel, Yossi Shelley, firmaram protocolo de intenções nas áreas de ciência e tecnologia, segurança pública, agricultura, saúde, educação e reaproveitamento de água. O acordo tem como objetivo o desenvolvimento de projetos e atividades que fortaleçam as relações comerciais entre o Paraná e a comunidade judaica.

O governador também foi ao Vale do Silício, nos Estados Unidos, para buscar inovações tecnológicas que possam ser aplicadas no Estado. “Ao fortalecer as relações internacionais, abrimos a porta do Estado para outras fronteiras e ampliamos o nosso potencial econômico”, afirma o governador.

A agenda no Vale do Silício resultou na assinatura de um termo de cooperação entre o Governo do Estado, a Universidade de Stanford e o Lemann Center for Entrepreneurship and Educational Innovation in Brazil. O objeto do acordo é o desenvolvimento de um programa para a prospecção e análise de informações e dados para tomadas de decisão em políticas públicas.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios