Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O governador Beto Richa disse que o prestígio que as empresas públicas paranaenses conquistaram no cenário nacional, nos últimos anos, são resultados da governança adotadas Governo do Estado. A afirmação foi feita durante a posse do novo presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel), Antonio Sérgio de Souza Guetter, nesta segunda-feira (27), em Curitiba. Guetter, que é engenheiro, substitui Luiz Fernando Vianna que assumiu a diretoria-geral brasileira da Itaipu, também nesta segunda-feira.

“Com o programa de governança implantado pelo nosso governo, a Copel, Sanepar e Porto de Paranaguá se tornaram referência nacional. Os vigorosos investimentos e a gestão comprometida com resultados classificam-nos como referências em suas áreas de atuação”, afirmou o governador. 

Richa destacou os investimentos da Copel no Estado: nos últimos seis anos foram em média R$ 13 bilhões. “São ações que demonstram o bom momento que o Paraná está vivendo”, afirmou. Ele ressaltou também o comprometimento do novo presidente da Copel contribuir com o desenvolvimento do Estado. “A relação de confiança que tenho com o Guetter é antiga. Ele, ao lado de seu antecessor, Luiz Fernado Vianna, contribuiu para a construção do meu plano de governo na área estratégica de energia”, disse. 

DESAFIOS - Durante a cerimônia, que também foi prestigiada pela vice-governadora Cida Borghetti, Gueter disse que o maior desafio de sua gestão será ampliar os investimentos da Copel em infraestrutura, para agregar valor às empresas paranaenses e aumentar o nível de competitividade do Estado. “Pretendemos investir fortemente no Paraná para melhoria dos nossos serviços e conforto dos paranaenses”, adiantou. Somente a Copel Distribuidora investiu R$ 500 milhões no Paraná, no ano passado. 

Os projetos de sustentabilidade ambiental e financeira continuam ativos na nova gestão. Gueter explicou que a sustentabilidade “é fator de decisão para as iniciativas da Copel” e por isso estimulará a disciplina financeira para investir em projetos que não agridam o meio ambiente. “Temos investido em energias renováveis e em serviços para diminuir as deficiências energéticas”, disse. 

E nesse quesito, a parceria com a Itaipu, que agora passa a ser dirigida pelo ex-presidente da Copel Luiz Vianna, será fundamental. “Já estamos discutindo projetos complementares de pesquisas para energias renováveis e equipamentos que podem compor nossa rede e beneficiar a população”, 

PERFIL - Gueter, que é funcionário de carreira, ingressou na Copel em 1987 e desde então atuou em diretorias e cargos técnicos da estatal. Seu último cargo antes da nomeação para presidência foi de diretor-presidente da Copel Distribuições, maior empresa do Grupo Copel. É engenheiro formado pela Universidade Federal do Paraná e mestre em finanças e em administração e com especializações internacionais. 

COPEL- Guetter vai conduzir a maior empresa do Paraná, segundo o ranking da Revista Amanhã e a melhor distribuidora de energia da América Latina de 2016, de acordo com a Comisión de Integración Energética Regional (Cier). Os investimentos da companhia no setor garantiram, pela 11.ª  vez, o lugar da Copel no grupo das 34 empresas mais sustentáveis da Bolsa de Valores de São Paulo (BM&F Bovespa), em 2017. 

A companhia opera o sistema elétrico paranaense com parque gerador próprio de usinas, linhas de transmissão, subestações, linhas e redes elétricas do sistema de distribuição e sistema óptico de telecomunicações, que integram os 399 municípios paranaenses e em um de Santa Catarina (Porto União). A Copel efetua mais de 70 mil novas ligações por ano. 

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios