Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

No acumulado de 2021, as administrações municipais já receberam R$ 2,14 bilhões em repasses estaduais. Os depósitos são referentes a repasses de ICMS, IPVA, Fundo de Exportação (FPEX), e royalties do petróleo.

Os municípios paranaenses receberam mais R$ 823,2 milhões em repasses feitos pela Secretaria estadual da Fazenda em fevereiro, segundo os dados do Sistema Integrado de Acompanhamento Financeiro. Em janeiro, as transferências chegaram a R$ 1,318 bilhão. No acumulado de 2021, portanto, R$ 2,141 bilhões já foram transferidos para os 399 municípios do Paraná.

Com adiamento de parcelas, Fazenda divulga novo calendário do IPVA 2021

Os depósitos são referentes a repasses de Imposto Sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), Fundo de Exportação (FPEX) e royalties do petróleo.

Apesar da pandemia, o valor é praticamente o mesmo do que o repassado nos dois primeiros meses de 2020 (R$ 2,175 bilhões). No total do ano passado, o Governo do Estado transferiu R$ 8,2 bilhões aos cofres municipais.

Fontes

Em fevereiro de 2021, a maior parte do montante repassado veio do ICMS, cujos repasses somam R$ 360,5 milhões líquidos (já deduzidos 20% para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização aos Profissionais da Educação – Fundeb).

Depois vem o IPVA, cujo segundo ciclo de pagamentos (segunda parcela) terminou em 24 de fevereiro. Foram R$ 275,5 milhões depositados nas contas das prefeituras – valor correspondente aos veículos licenciados em cada município (50% do arrecadado).

Já o Fundo de Exportação resultou num aporte de R$ 8,2 milhões nos cofres municipais em fevereiro, enquanto os royalties de petróleo somaram R$ 170 mil em repasses no segundo mês do ano.

Os repasses são liberados às contas das prefeituras de acordo com os respectivos Índices de Participação dos Municípios (IPM), conforme determina a Constituição Federal de 1988. O inciso IV do artigo 158 estabelece que 25% da arrecadação de ICMS pertencem aos municípios, bem como 25% do montante transferido pela União ao Estado, referente ao Fundo de Exportação, de acordo com o artigo 159, inciso II e § 3º.

Os Índices de Participação dos Municípios são apurados anualmente para aplicação no exercício seguinte, observando os critérios estabelecidos pelas legislações estaduais pertinentes ao assunto.

A tabela completa com os valores repassados para cada município pode ser consultada no Portal da Transparência do Governo do Paraná.

Os 10 maiores repasses de fevereiro

1. Curitiba                                R$ 121.435.323,83

2. Araucária                            R$ 43.854.256,46

3. São José dos Pinhais         R$ 33.970.728,42

4. Londrina                              R$ 28.951.737,93

5. Maringá                               R$ 27.259.262,04

6. Ponta Grossa                      R$ 21.682.981,82

7. Cascavel                              R$ 20.740.297,94

8. Foz do Iguaçu                     R$ 19.564.460,07

9. Toledo                                 R$ 12.969.763,40

10. Guarapuava                       R$ 11.459.893,22

Os 10 maiores repasses no acumulado de 2021

1. Curitiba                                R$ 391.778.591,23

2. Araucária                            R$ 104.347.880,82

3. Londrina                              R$ 91.570.747,07

4. São José dos Pinhais         R$ 87.613.633,10

5. Maringá                               R$  86.474.305,15

6. Cascavel                              R$ 64.305.545,17

7. Ponta Grossa                       R$ 62.325.848,91

8. Foz do Iguaçu                     R$ 51.769.463,43

9. Toledo                                 R$ 36.477.434,10

10. Guarapuava                       R$ 32.370.253,10

Os 10 maiores repasses de 2020

1. Curitiba                                R$ 1.127.849.676,85

2. Araucária                            R$ 467.225.237,33

3. São José dos Pinhais         R$ 352.601.911,96

4. Londrina                              R$ 271.017.320,19

5. Maringá                               R$ 254.085.949,44

6. Ponta Grossa                      R$ 210.261.884,94

7. Cascavel                              R$ 192.107.484,02

8. Foz do Iguaçu                    R$ 188.715.299,88

9. Toledo                                 R$ 130.360.977,55

10. Guarapuava                       R$ 110.000.161,00.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.