Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Anúncio foi feito pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva, na abertura da Semana de Inovação do Paraná, que vai até sábado (12). Quatro grandes eventos, totalmente online e gratuitos, serão realizados nesses seis dias.

O Governo do Estado vai investir R$ 10 milhões para fomentar o ecossistema de inovação e desenvolver startups paranaenses. O anúncio foi feito pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva, na abertura da 2ª Semana de Inovação do Paraná, na segunda-feira (07). Os recursos virão de programas e ações de diversas áreas do Governo que serão lançados durante o evento, que vai até o dia 12. 

Silva destacou o alinhamento entre Poder Público, universidades, empresas e organizações. “Inovação não cai do céu. É um processo que exige muito trabalho, vontade de todos os envolvidos, empenho e disciplina e que, na ponta, vai gerar emprego e renda para a população e desenvolvimento para o Estado”, afirmou. E a integração entre todos os protagonistas, reforçou, é fundamental para alcançar o objetivo traçado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior de tornar o Paraná o estado mais inovador do Brasil. 

A boa relação que empreendedores e organizações da área mantêm com o Governo é atestada pelo presidente da Assespro Paraná, Adriano Krzyuy. “Hoje temos um trabalho alinhado com o Governo como nunca tivemos”, garantiu. A Assespro é parceria de várias iniciativas do Governo em prol da inovação.

vontade política

A agenda de inovação do Governo foi ressaltada pelo superintendente-geral de Inovação do Governo, Henrique Domakoski. “Onde o mercado não olha, nós temos que olhar, por isso o incentivo e programas voltados a startups”, explicou.

No ano passado, na primeira edição da Semana de Inovação do Paraná, foram destinados R$ 4 milhões para apoiar 92 startups com grande potencial de crescimento. Neste ano, conforme antecipou o chefe da Casa Civil, serão R$ 10 milhões.

Com a pandemia do novo coranavírus, o papel da inovação ganhou destaque. Junto com instituições parceiras, o Governo do Estado investiu e incentivou healthtechs (empresas de base tecnológica na área da saúde), e as universidades paranaenses realizaram importantes pesquisas e o desenvolvimento de novos produtos que ajudaram no enfrentamento do vírus.

O presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig, definiu todo esse trabalho como vontade política. “Este é um diferencial do Paraná, existe vontade do Governo de desenvolver o ecossistema de inovação, e isso já coloca o Estado como um dos líderes dessa agenda no País”, disse.

A Semana de Inovação do Paraná é uma realização do Governo do Estado, com a coordenação da Superintendência Geral de Inovação, vinculada à Casa Civil, apoio da Celepar e parceria da Fundação Araucária, Tecpar, Sebrae e Detran/PR.

Participantes

A abertura da Semana de Inovação do Paraná contou, ainda, com as presenças do presidente da Federação Assespro, Ítalo Nogueira; do CEO da OBr Global, Robert Janssen; do CEO da Icities, Roberto Marcelino; e do CEO da Viasoft, Itamir Viola. 

Pelo governo também participaram o presidente da Celepar, Leandro Moura, o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, e o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fundação Araucária, Luiz Márcio Spinosa. O deputado estadual Emerson Bacil, presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Ensino Superior, representou a Assembleia Legislativa do Paraná.

Semana de Inovação tem novidades no formato e conteúdo

A segunda edição da Semana de Inovação do Paraná traz novidades no formato e no conteúdo. Totalmente digital e gratuita, reúne quatro grandes eventos – o MyInova Day, a Smart City Session, o 2° Cybersec e a Viasoft Connect 2020, realizados por instituições parceiras. 

Durante seis dias, estarão em pauta temas como segurança cibernética, desafios tecnológicos para empresas, soluções inovadoras resultantes da pandemia, tendências tecnológicas e mudanças no cenário regional e global, entre outros.

O MyInova Day, promovido pela Federação Assespro e Assespro-PR, abriu a Semana de Inovação com um amplo debate sobre os desafios tecnológicos, tendências e o papel da inovação na competitividade das empresas. Para entrar na sala, os participantes tiveram que habilitar um avatar individual, numa experiência imersiva. 

O avatar do governador Ratinho Junior fez as honras da abertura, cortando o laço de inauguração do evento.

Nos dias 8 e 9 acontece a primeira edição global da Smart City Session inteiramente online, realizada no Brasil, com a chancela da Fira Barcelona, uma das mais importantes empresas organizadoras de feiras da Europa. O evento é realizado pela i-cities.  

Especialistas vão falar sobre desafios e soluções que emergiram da crise causada pela pandemia e que podem ajudar a planejar o ano de 2021. Haverá salas de discussão com os convidados, onde o público também poderá interagir com os palestrantes e demais participantes e promover ações de networking, matchmaking e reuniões. 

O Cybersec, marcado para os dias 9 e 10 e promovido pela Paraná Metrologia e Universidade Livre do Meio Ambiente, será um encontro de especialistas de diversos países em Segurança Cibernética, tema que se torna cada vez mais importante com a intensificação da transferência das atividades econômicas para os meios digitais. Entre os assuntos estão ameaças cibernéticas e estratégias para mitigar riscos. 

A Viasoft Connect 2020, nos dias 10, 11 e 12, encerra a Semana de Inovação do Paraná. Promovido pela empresa Viasoft, o evento de três dias terá 300 horas de conteúdo e mais de 150 palestrantes, que vão atualizar gestores de empresas com novidades, tendências e mudanças no cenário regional e mundial em diversas áreas, como agronegócio, tecnologia, inteligência comercial e cidades inteligentes, entre outros.

Inscrições

As inscrições para todos os eventos da Semana de Inovação do Paraná são gratuitas e devem ser feitas no site http://www.semanadeinovacao.pr.gov.br/#home. A programação completa, palestrantes e horários também estão disponíveis no site. 

A Semana de Inovação do Paraná conta com o apoio da Fundação Araucária, Tecpar, Sebrae e Detran/PR. 

Governo propõe atualizar a Lei de Inovação

Encaminhada pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa no final de novembro, a nova Lei de Inovação busca fomentar o desenvolvimento em áreas estratégicas. A proposta é resultado de debate com a comunidade acadêmica e o setor empresarial e produtivo.  

A expectativa é minimizar barreiras legais, que dificultam o desenvolvimento do setor produtivo, e proporcionar segurança jurídica a pesquisadores e empresários.

A proposta moderniza a legislação estadual de Inovação de 2012 (Lei Ordinária nº 17.314), incorporando atualizações do Novo Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação, instituído pela Lei Federal nº 13.243/2016.

A atualização do marco legal deve fortalecer o sistema de inovação do Estado. Hoje o Paraná conta com nove ecossistemas regionais de inovação e 18 parques tecnológicos. No setor acadêmico, são sete universidades estaduais, quatro federais e seus polos universitários, 22 mil mestres, 20 mil doutores e 80 mil pós-graduados. Estão em atividade no Estado 18 parques tecnológicos.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios