Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O senador Flávio Arns (Podemos/PR) enviou ofício na quinta-feira (22) ao presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, senador Dário Berger (MDB/SC), propondo a realização de Audiência Pública para discutir a proposta da União para a concessão de rodovias, visto que reuniões sobre esse assunto apontam que os atuais critérios de leilão desatendem ao interesse público e devem ser discutidos no âmbito do Poder Legislativo.

Flávio Arns explica que tem participado, virtualmente, de várias Audiências Públicas no Paraná sobre esse tema. “Posso citar, inclusive, as mais de dez promovidas pela Frente Parlamentar Sobre os Pedágios, da Assembleia Legislativa paranaense, que resultou em uma manifestação detalhada encaminhada à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)”, destacou o parlamentar.

Arns explica, ainda, que nesse documento está a comprovação de que o modelo atual de concessão de rodovias apresenta várias dificuldades. “Desconsidera o menor preço de tarifa como critério de leilão e o aumento automático em 40% a partir da duplicação das rodovias são aspectos que agridem o interesse público e merecem ser repensados”.

Devido à pandemia da Covid-19, a Audiência Pública ainda não tem nada para acontecer, mas o senador espera que seja em breve. “Já pensamos nos convidados. A princípio, seriam representantes do Ministério da Infraestrutura, da ANTT, da Frente Parlamentar Sobre os Pedágios (PR), da Coordenação do G7 (entidade paranaense que congrega o setor produtivo do Paraná), e secretários estaduais da Infraestrutura do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul”, informou.

Greicy Pessoa/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.