Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Fomento Paraná é a mais nova instituição estadual a aderir aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O termo de compromisso foi assinado na terça (30) pelo diretor-presidente da instituição, Heraldo Neves, a vice-presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná (Cedes), Keli Guimarães, e o secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega.

O Paraná é reconhecido como o primeiro Estado do mundo a aderir às metas globais definidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o desenvolvimento sustentável, compostas por um conjunto de 17 objetivos e 169 metas que devem ser cumpridos até 2030. Entre os objetivos estão a erradicação da pobreza e da fome, a melhoria das condições de saúde e bem-estar, educação de qualidade, igualdade de gênero, água potável e saneamento, energia limpa e acessível, trabalho digno e crescimento econômico, entre outras intenções.

O diretor de Operações do Setor Público da Fomento Paraná, Wellington Dalmaz, será o coordenador das ações para implantação dos ODS na instituição. “Queremos usar os ODS como base para nossas linhas de crédito no setor público e no setor privado”, afirma Dalmaz.

A primeira medida nesse sentido foi uma adequação das tarifas e o estabelecimento de um desconto para municípios que apresentam baixo Índice Ipardes de Desempenho Municipal (IPDB). “Essa ação se encaixa em um dos ODS que é a redução das desigualdades entre os povos e a população em geral”, completa.

Segundo Dalmaz, a Fomento Paraná vai adequar também os processos de análise das operações de crédito privadas, especialmente para micro e pequenos empreendedores, para que com base nessas diretrizes eles possam ter uma redução na taxa de juros e um alongamento dos prazos de amortização dos financiamentos contratados com a instituição.

A vice-presidente do Cedes, Keli Guimarães, destacou a importância da nova parceria. “Tendo a Fomento Paraná ao lado do Governo, implementando essas ações internamente e disseminando entre seus parceiros, vamos conseguir atingir quem realmente precisa”, explica.

Ela acrescenta que através das linhas de crédito será possível atingir os municípios que já são parceiros, que assinaram o termo de adesão, e talvez criar uma linha de crédito especial. “Isso é muito gratificante e importante para o desenvolvimento do Estado”, disse Keli.

O secretário João Carlos Ortega destacou que a Secretaria do Desenvolvimento Urbano foi uma das primeiras entidades a aderir aos ODS no Estado e que todo um trabalho vem sendo desenvolvido nesse sentido. “Estamos muito alinhados com os ODS porque o desenvolvimento sustentável está na base das políticas públicas que executamos no Estado, em parceria com a Fomento Paraná, para apoiar o desenvolvimento dos municípios”.

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Fernando Guimarães, órgão que vem trabalhando para a implantação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nos municípios paranaenses e reconhecido como entidade consultiva da ONU, ressaltou a importância da criação de indicadores para avaliar a efetividade das políticas públicas criadas com base nos ODS.

 “O TCE criou um modelo de relatório que se preocupa com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável como ação governamental, a partir de indicadores que permitem medir e replicar as ações em futuros orçamentos públicos. Nós estamos à disposição para colaborar com a implantação dessas metodologias”, afirmou Guimarães.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios