Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com pouco mais de quatro meses de antecedência, a Fomento Paraná atingiu na sexta-feira (19) a meta anual de financiamentos prevista para a linha Banco do Empreendedor - Taxista. De janeiro a agosto, a instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado recebeu mais de 400 pedidos de crédito para aquisição de veículos novos ou para conversão de motores (para uso de GNV) para prestação de serviços de táxi.

A linha Banco do Empreendedor Taxistas, que foi lançada pelo governador Beto Richa em 2012, tem sido muito bem recebida entre profissionais e cooperativas que atuam no segmento. Em três anos e meio foram firmados quase 1.700 contratos, que totalizam R$ 59 milhões em operações que beneficiam todas as regiões do Estado.

O presidente da Fomento Paraná explica que essa linha de crédito possui um impacto muito positivo, por diversas razões. “O taxista paga juros menores e com isso sobra mais renda; o veículo novo é mais moderno, mais seguro, menos poluente e mais confortável, tanto para o motorista quanto para os usuários. E a cadeia de produção automotiva, que gera milhares de empregos no País, também se beneficia”, afirma Juraci Barbosa.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios