Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Mais 74 municípios do Norte do Paraná e das regiões do Norte Pioneiro, Vale do Ivaí e Centro do Estado são beneficiados por obras de ampliação do abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto. O investimento soma R$ 270 milhões e foi confirmado pelo governador Beto Richa nesta sexta-feira (26), em Londrina. As obras geram mais de 7.700 empregos diretos e indiretos.

Em Londrina, o governador completou uma série de cinco eventos (Curitiba, Ponta Grossa, Cascavel e Maringá) para confirmar obras de saneamento em 282 municípios. Os investimentos são de R$ 1,5 bilhão, até o fim de 2018. Esse montante se soma aos R$ 4 bilhões aplicados desde 2011. A previsão da Sanepar é investir até 2021 entre R$ 800 milhões a R$ 1 bilhão ao ano. 

Richa afirmou que o investimento sistemático em saneamento básico resulta em evolução dos índices do Estado. “Quando assumimos o governo, o índice médio de saneamento do Paraná era de 51%. Hoje, passa dos 70%”, disse ele. A média do País é de 48%.

“Apesar dos bons números, não cruzamos os braços, pois investimentos em água e esgoto têm impacto na saúde da população, no meio ambiente e no desenvolvimento sustentável”, acrescentou.

PREVENÇÃO – Para o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, a destinação de recursos para todo o Paraná também serve como medida preventiva. “Estamos investindo na expansão de captação e reserva de água com a intenção de garantir que a população não venha a sofrer com falta de água numa possível crise hídrica, como vemos em tantas outras cidades do Brasil”, disse.

MELHORIAS – O investimento em Londrina é de R$ 136,750 milhões. “Vamos fazer diversas obras de tratamento de água e esgoto que vão trazer mais qualidade de vida para a população”, disse o prefeito, Marcelo Belinati.

Para Arapongas são destinados R$ 44,3 milhões. Deste total, R$ 5 milhões vão para a construção de um reservatório e uma elevação elevatória. “Com isso, vamos resolver o problema de água da região do Campinho, na área rural, pelos próximos 20 anos, beneficiando 5 mil pessoas”, explicou o prefeito Sérgio Onofre. 

O prefeito de Sabáudia, Edson Hugo Manueira, disse que a parceria com o governo estadual é essencial para os municípios pequenos. “Sem isso, seria quase impossível fazer grandes obras como essa”, afirmou. O total de recursos para o município foi de R$ 3,7 milhões. 

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios