Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os desafios para o desenvolvimento da infraestrutura no Paraná foi um dos principais temas em debate no Fórum Plano Emergencial para o Futuro da Infraestrutura no Brasil. Durante o encontro nesta de ontem (22), em Curitiba, especialistas de entidades públicas e privadas discutiram possibilidades para o crescimento do setor diante das dificuldades resultantes da crise econômica brasileira. 

Entre as alternativas para a retomada de investimentos no País foi apresentado um panorama dos programas e projetos da Secretaria de Infraestrutura e Logística do Governo do Paraná, que geraram investimentos expressivos nos modais rodoviários, ferroviários e portuários nos últimos anos. 

“Os investimentos em infraestrutura podem representar o primeiro passo para o País sair dessa crise econômica. Neste atual cenário, o Governo do Paraná está buscando diferentes alternativas para investir na infraestrutura. Muitas das nossas obras estão sendo feitas em função do resultado do ajuste fiscal do Estado, por meio de parcerias com a iniciativa privada e outras alternativas, como o financiamento junto ao BID”, destaca o secretário de infraestrutura e logística, José Richa Filho. 

As projeções de recursos para investimentos em infraestrutura no Paraná em 2017 são positivas. A secretaria trabalha para viabilizar cerca de US$ 500 milhões junto ao Programa BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), mais R$ 150 milhões em convênios junto ao Banco do Brasil, além de R$ 940 milhões investidos pelas concessões. 

CONCESSÕES RODOVIÁRIAS – Outro tema de grande repercussão durante o fórum foram os investimentos na infraestrutura das rodovias junto às concessões rodoviárias. O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná, Nelson Leal Junior, destacou a importância das concessões no atual panorama financeiro do País. 

“Nós últimos cinco anos, as obras feitas junto às concessionárias somaram um investimento de aproximadamente R$ 900 milhões e atualmente são executados mais R$ 1,6 bilhão em obras em todo o Paraná. A maioria são obras de duplicações que contribuem significativamente para o transporte e escoamento de produtos”, afirma. 

Além das obras executadas pelas concessionárias, em 2016 o governo estadual destinou em torno de R$ 430 milhões para obras de manutenção e conservações de rodovias, por meio do Programa Estadual de Recuperação e Conservação de Estradas Pavimentadas - Perc. 

No Paraná, também está em andamento o maior programa de duplicação de rodovias dos últimos 25 anos. São 756 quilômetros, entre obras entregues, em execução ou em projetos. Desde 2011 já foram investidos cerca de R$ 2 bilhões na duplicação de rodovias, o que trouxe mais segurança e conforto para os motoristas que circulam pelo Anel de Integração do Estado. O Fórum foi promovido pelo jornal Gazeta do Povo, em parceria com a CCR Rodonorte.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios