Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

O governador Ratinho Junior entregou, na quinta-feira (01), as chaves do primeiro condomínio do programa Viver Mais Paraná, em Jaguariaíva, na região dos Campos Gerais. Orçado em R$ 3,8 milhões, o empreendimento com 40 unidades habitacionais, está localizado no Portal do Sertão. A entrega foi realizada no Dia do Idoso, como um marco do início das políticas habitacionais voltadas a esta parte da população no Paraná.

 “É um dos projetos mais interessantes do Governo Ratinho Junior que começa a se tornar realidade: o programa Viver Mais Paraná, que está construindo condomínios residenciais para pessoas idosas! São conjuntos residenciais horizontais com 40 unidades cada, voltados para idosos de baixa renda, na faixa de uma a seis salários mínimos”, explicou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD) que é o vice-líder do Governo e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos do Idoso da Assembleia Legislativa.

Além de Jaguariaíva, um outro condomínio está com obras avançada em Foz do Iguaçu. Por meio da Cohapar, o governo estadual também já assinou contratos para empreendimentos em Cornélio Procópio, Foz do Iguaçu, Irati, Prudentópolis e Telêmaco Borba.

Também estão sendo elaborados projetos para Arapongas, Cascavel, Campo Mourão, Cianorte, Dois Vizinhos, Fazenda Rio Grande, Francisco Beltrão, Guarapuava, Londrina, Maringá, Palmas, Pato Branco, Piraquara, Ponta Grossa e Sarandi.

As ações totalizam 840 moradias e cerca de R$ 80 milhões de investimentos diretos do Governo do Paraná. “Os idosos encontrarão aqui um ambiente de convivência sadio, com atendimentos de saúde semanalmente. É uma estrutura completa para que possam viver mais e com mais qualidade”, disse o governador Ratinho Junior.

Viver Mais

Maior iniciativa de habitação popular do País voltada para a terceira idade, o Viver Mais Paraná atende pessoas acima dos 60 anos sem casa própria, com renda familiar de um a seis salários mínimos. A prioridade de atendimento é para aqueles com menor poder aquisitivo. O público selecionado pela equipe social da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) pode residir nas casas por tempo indeterminado, ao custo mensal de apenas 15% de um salário-mínimo, que atualmente equivale a R$ 156,75.

Cada empreendimento contará com 40 moradias adaptadas, construídas em condomínios horizontais fechados, com completa infraestrutura de saúde, assistência social e lazer. Os projetos arquitetônicos contam com praça de convivência, biblioteca, sala de informática, academia ao ar livre, horta comunitária, salão de festas e piscina para hidroginástica.

Jorge Lange, presidente da Cohapar, afirmou que todo o projeto foi pensado para ser mais do que um simples conjunto de casas. “O Brasil está envelhecendo, e este programa inédito no País proporciona segurança, saúde e garante aos beneficiados toda uma infraestrutura para que desfrutem da melhor idade”, destacou. “Além disso, o aluguel social arrecadado nos condomínios dos idosos será revertido para a ampliação dos programas de habitação do Paraná”, concluiu Lange.

Meire Bicudo e Veruska Barison/com informações da Agência Estadual de Notícias

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios