Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O governador Ratinho Junior entregou, na quinta-feira (01), as chaves do primeiro condomínio do programa Viver Mais Paraná, em Jaguariaíva, na região dos Campos Gerais. Orçado em R$ 3,8 milhões, o empreendimento com 40 unidades habitacionais, está localizado no Portal do Sertão. A entrega foi realizada no Dia do Idoso, como um marco do início das políticas habitacionais voltadas a esta parte da população no Paraná.

 “É um dos projetos mais interessantes do Governo Ratinho Junior que começa a se tornar realidade: o programa Viver Mais Paraná, que está construindo condomínios residenciais para pessoas idosas! São conjuntos residenciais horizontais com 40 unidades cada, voltados para idosos de baixa renda, na faixa de uma a seis salários mínimos”, explicou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD) que é o vice-líder do Governo e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos do Idoso da Assembleia Legislativa.

Além de Jaguariaíva, um outro condomínio está com obras avançada em Foz do Iguaçu. Por meio da Cohapar, o governo estadual também já assinou contratos para empreendimentos em Cornélio Procópio, Foz do Iguaçu, Irati, Prudentópolis e Telêmaco Borba.

Também estão sendo elaborados projetos para Arapongas, Cascavel, Campo Mourão, Cianorte, Dois Vizinhos, Fazenda Rio Grande, Francisco Beltrão, Guarapuava, Londrina, Maringá, Palmas, Pato Branco, Piraquara, Ponta Grossa e Sarandi.

As ações totalizam 840 moradias e cerca de R$ 80 milhões de investimentos diretos do Governo do Paraná. “Os idosos encontrarão aqui um ambiente de convivência sadio, com atendimentos de saúde semanalmente. É uma estrutura completa para que possam viver mais e com mais qualidade”, disse o governador Ratinho Junior.

Viver Mais

Maior iniciativa de habitação popular do País voltada para a terceira idade, o Viver Mais Paraná atende pessoas acima dos 60 anos sem casa própria, com renda familiar de um a seis salários mínimos. A prioridade de atendimento é para aqueles com menor poder aquisitivo. O público selecionado pela equipe social da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) pode residir nas casas por tempo indeterminado, ao custo mensal de apenas 15% de um salário-mínimo, que atualmente equivale a R$ 156,75.

Cada empreendimento contará com 40 moradias adaptadas, construídas em condomínios horizontais fechados, com completa infraestrutura de saúde, assistência social e lazer. Os projetos arquitetônicos contam com praça de convivência, biblioteca, sala de informática, academia ao ar livre, horta comunitária, salão de festas e piscina para hidroginástica.

Jorge Lange, presidente da Cohapar, afirmou que todo o projeto foi pensado para ser mais do que um simples conjunto de casas. “O Brasil está envelhecendo, e este programa inédito no País proporciona segurança, saúde e garante aos beneficiados toda uma infraestrutura para que desfrutem da melhor idade”, destacou. “Além disso, o aluguel social arrecadado nos condomínios dos idosos será revertido para a ampliação dos programas de habitação do Paraná”, concluiu Lange.

Meire Bicudo e Veruska Barison/com informações da Agência Estadual de Notícias

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.