Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Um dos maiores desafios que o poder público tem é tomar atitudes e realizar ações que sejam coerentes com a necessidade de cada uma das pessoas, cidades, e regiões.

Não adianta você tomar uma decisão em Curitiba e tentar impor essa decisão para Londrina, não adianta você pensar em Brasília e tentar impor essa realidade para Londrina. Quem conhece a realidade da nossa cidade e do nosso estado somos nós!

Baseado nisso e na dificuldade que é para quem vive fora da cidade de entender essa lógica, nós montamos há 4 anos a Comissão de Infraestrutura do Norte do Paraná, aqui da cidade de Londrina e região, com as principais entidades da nossa sociedade, que passaram a representar a voz da nossa população. Nós conseguimos tirar do papel o início da duplicação da PR-445 até Irerê, o projeto de duplicação até Mauá da Serra, que se conclui agora em abril, a licitação para o viaduto Bratislava, na BR-369, local com inúmeros acidentes e mortes, além dos congestionamentos diários em horários de pico.

O que eu quero dizer com isso é que nós já temos um modelo que precisa ser respeitado, não adianta Brasília tentar impor uma realidade sem que Brasília coloque os pés na cidade de Londrina, no estado do Paraná, para tomar decisão. Nós sabemos o que a PR-445 duplicada faz para nós de bem, nós sabemos como um Contorno Norte pode incentivar a atração de empresas e geração de empregos.

A duplicação na PR-445 até Irerê custou 93 milhões e o projeto de duplicação dos 50 km até Mauá, mais R$ 3,6 milhões. O Governo do Estado fez o projeto e a obra com o seu dinheiro. Então, pra que pedágio na PR-445?

Nós sabemos o quanto uma tarifa alta empobrece a nossa população e, acima de tudo, afugenta as nossas empresas. Nós precisamos de uma oxigenação nesse modelo tão perverso.

Tiago Amaral é londrinense, tem 34 anos, e está no seu segundo mandato como deputado estadual.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios