Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com início em 21 de dezembro e término em 10 de março, uma semana após o Carnaval, a Operação Verão 2018/2019 será uma das mais longas dos últimos anos, com duração de 80 dias – 24 dias a mais que a última edição. O Governo do Estado vai destacar 2,2 mil profissionais para reforçar o atendimento no Litoral e na Costa Oeste, dos quais 1,4 mil são agentes da segurança pública. Haverá profissionais das áreas da saúde, saneamento, limpeza das praias, Detran, Meio Ambiente, Copel.

Na segunda-feira (10), o Governo do Estado reuniu, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, profissionais das secretarias, órgãos e empresas públicas envolvidos na Operação Verão 2018/2019 para definir os últimos ajustes antes do início da temporada. Os prefeitos dos sete municípios do Litoral também participaram da reunião.

Segurança

Segundo o chefe da Casa Militar e coordenador-geral da Operação Verão, coronel Maurício Tortato, as forças de segurança vão atuar de forma preventiva para evitar a incidência de crimes durante a temporada de verão.

A área da segurança contará com reforço da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Científica e agentes de trânsito. “Teremos um aparato policial reforçado para atuar no Litoral e na Costa Oeste. Trabalharemos de forma integrada com o Ministério Público e o Judiciário para que as ações planejadas surtam efeito e garantam a segurança, o bem-estar e o lazer do cidadão que vai aproveitar o verão”, disse.

Guarda-Vidas

Serão instalados 89 postos de guarda-vidas na costa litorânea, incluindo dois novos postos na Ilha do Mel. A partir do dia 21, os guarda-vidas atenderão diariamente, das 8h30 às 19h30. Com o fim do horário de verão, na segunda semana de fevereiro, o período de atendimento muda, para 9 horas até as 18 horas. Também serão disponibilizados postos móveis para atender os municípios de Morretes e Antonina.

Para saber a localização dos postos guarda-vidas, os veranistas podem baixar gratuitamente o aplicativo para dispositivos móveis do Corpo de Bombeiros do Paraná. A ferramenta vai também emitir alertas de raios, chuvas, vendavais e cabeças d’água (para os rios). O usuário recebe os avisos até 1h30 antes de uma ocorrência no local onde ele está.

O major Gerson Gross, comandante do 8º Batalhão do Corpo de Bombeiros no Litoral e comandante operacional da Operação Verão, afirmou que este é primeiro aplicativo com um sistema de alerta georreferenciado. “O celular de quem fizer o cadastro será localizado e qualquer situação de risco na área em que a pessoa estiver será avisada”, explicou.

Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde vai reforçar a estrutura no Litoral para atender a população durante a temporada. Já foi feito o repasse de R$ 4,9 milhões às prefeituras para o pagamento dos plantões dos cerca de 7 mil profissionais que atuarão no período nos hospitais e unidades de pronto atendimento dos sete municípios.

O Samu do Litoral também receberá um reforço na frota, com mais três UTIs móveis em Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná. As equipes de resgate também contarão com o helicóptero do Batalhão de Operações Aéreas, que atuará em parceria com a Saúde. Em casos de atendimentos graves, a Secretaria utilizará o helicóptero e o avião que ficam baseados em Curitiba para fazer o transporte dos pacientes.

Limpeza e duchas

O Instituto das Águas do Paraná repassou R$ 7,5 milhões aos municípios do Litoral para reforçar a coleta de lixo durante a Operação Verão. Já a limpeza da areia das praias ficará a cargo, mais uma vez, da Sanepar. Oito equipes farão a coleta manual de resíduos sólidos durante o dia, enquanto a limpeza mecanizada, com as máquinas saneadoras, acontecerá à noite. Na última temporada, a Sanepar retirou 760 toneladas de resíduos das areias.

A companhia também vai instalar as duchas ecológicas em dez pontos do Litoral e outras duas duchas móveis que percorrerão as praias. Em parceria com a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, a Sanepar vai disponibilizar, ainda, nove cadeiras anfíbias para o banho de mar de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Educação Ambiental

Os projetos de educação ambiental são outro destaque da Operação Verão. Um deles é o Ecoexpresso da Sanepar, que mostra a importância da preservação ambiental e dos cuidados com a água. A companhia também vai instalar três postos de recreação nas praias.

As equipes da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos também fará ações de educação ambiental no Litoral. Uma tenda com atividades lúdicas e educativas vai circular pelos municípios com mensagens relacionadas à preservação ambiental. Também serão distribuídos materiais para alertar sobre o tráfico de animais silvestres e sobre maus tratos aos animais.

Internet

A Copel Telecom vai disponibilizar 118 pontos de internet móvel (Wi-fi) em todos os municípios do Litoral. A companhia também vai instalar em Matinhos e Guaratuba a Estação Copel, que contará com totens de autoatendimento, além de outras atividades, como a bicicleta e o patinete elétricos e demonstrações do uso de placas fotovoltaicas para a geração de energia.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios