Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

“Uma ação para incentivar a inserção de jovens no mercado de trabalho, este é o objetivo do Cartão Futuro Emergencial! E você, empresário, pode ajudar fazendo parte deste programa”, ressaltou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), vice-líder do Governo e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná.

O deputado lembra que, no final do ano passado, o governador Ratinho Junior lançou o site www.cartaofuturo.pr.gov.br. Por lá, empresas interessadas podem se cadastrar para participar do Cartão Futuro Emergencial, criado pelo Governo do Estado para estimular e manter as contratações de jovens aprendizes.

De acordo com o programa, o empregador que mantiver contrato ativo com aprendizes menores de 18 anos terá acesso à subvenção econômica de R$ 300,00. O valor é referencial por aprendiz e valerá por um prazo de 90 dias a partir da solicitação. Aqueles que contratarem novos aprendizes, mesmo que em substituição dos que tiveram o contrato encerrado durante a pandemia, terão acesso a R$ 500,00.

Nos dois casos os empregadores deverão manter os contratos com os aprendizes por, no mínimo, mais 60 dias após o pagamento da última parcela da subvenção. Eles também ficarão responsáveis pelo pagamento das demais verbas salariais, bem como pelos encargos trabalhistas e previdenciários.

O governador Ratinho Junior destacou que o objetivo é abrir oportunidades de primeiro emprego e que o programa terá continuidade, após passada a fase emergencial e deve ser o maior do País neste formato.

O programa emergencial é um desdobramento do Cartão Futuro, criado com o intuito de incentivar a inserção de jovens no mercado de trabalho. Ele terá validade enquanto durar a situação de calamidade pública.

Agência Estadual de Notícias

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios