Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O governador Beto Richa recebeu nesta quinta-feira (13), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, membros do Conselho dos Embaixadores Árabes no Brasil. Integrada pelos embaixadores e encarregados de negócios da Palestina, Kuwait, Jordânia, Líbia, Egito, Sudão, Mauritânia, Marrocos, Tunísia e Liga dos Estados Árabes, a comitiva está no Paraná para estreitar os laços diplomáticos, comerciais e de amizade. 

O Paraná é o estado que mais exporta para o Oriente Médio e Norte da África. Em 2015, as exportações atingiram US$ 1,64 bilhão. A Arábia Saudita, os Emirados Árabes e o Egito estão entre os principais mercados para produtos paranaenses, principalmente carne, açúcar, cereais, madeira e maquinários. O Paraná, por sua vez, importa fertilizantes, sal e enxofre, plásticos e produtos derivados do petróleo. No ano passado, as importações chegaram ao equivalente US$ 360,7 milhões.

É a segunda vez que a comitiva vem ao Estado, a primeira foi em 2012. No encontro, o governador Beto Richa ressaltou a importância da visita dos embaixadores para fortalecer e estreitar as relações do Paraná com esses países. “Temos um grande respeito e reconhecimento pela comunidade árabe, que é muito presente, no Paraná. São pessoas que ajudam a construir o Estado, a fortalecer a nossa economia. Um povo muito disposto ao trabalho e que se ambienta com facilidade. A comunidade árabe vive em harmonia aqui”, afirmou.

Richa falou sobre os aspectos econômicos do Paraná, citando os avanços conquistados nos últimos anos. Ele lembrou que o Paraná alcançou a posição de quarta maior economia do Brasil. Pelo segundo ano consecutivo,foi considerado o segundo Estado mais competitivo do País, de acordo com o ranking Competitividade dos Estados Brasileiros de 2015/2016, elaborado pela consultoria britânica Economist Intelligence Unit, do grupo The Economist, em parceria com o Centro de Liderança Pública (CLP) e a Tendências Consultoria. O ranking foi divulgado em 19 de setembro.

“O Paraná vive um bom momento e foi um dos poucos estados que mostrou crescimento, mesmo com a crise no Brasil. Criamos um ambiente favorável para atrair e propiciar investimentos no Estado”, disse Beto Richa.

DESTAQUE – O Conselho dos Embaixadores Árabes realiza duas viagens por ano a estados brasileiros para identificar pontos de interesse e estreitar as relações. Além da viagem do Paraná, neste ano, o grupo visitou o estado de São Paulo. 

Para o embaixador da Palestina e decano do Conselho dos Embaixadores Árabes do Brasil, Ibrahim Alzeben, o Paraná tem um grande destaque no Brasil. “Viemos porque sabemos da importância do Paraná e queremos conhecer os bons exemplos do Estado”, explicou o embaixador. “Temos um intercâmbio considerável com o Estado e pretendemos reforçar as relações existentes. O Paraná tem muito o que oferecer ao mundo árabe”, disse.

De acordo com o vice-presidente de Relações Internacionais da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Osmar Chohfi, os embaixadores estão interessados em conhecer mais de perto as estratégias de desenvolvimento da capital paranaense. “Todos vieram para verificar o potencial econômico do Paraná e observar as condições atuais para possibilitar a ampliação dos negócios e das estratégias comerciais”, explicou.

SETORES – Após o encontro com o governador, os embaixadores se reuniram com secretários estaduais, que apresentaram informações culturais, econômica, turística, de ciência e tecnologia, agricultura e de infraestrutura do Estado. Liderada pelo secretário Especial para Assuntos Estratégicos, Flávio Arns, a reunião teve a participação dos secretários da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; da Cultura, João Luiz Fiani, e do secretário em exercício da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Décio Sperândio. Eles apresentaram a estrutura e os investimentos em suas respectivas áreas.

Flávio Arns destacou a influência dos árabes no Paraná e defendeu a criação de uma semana cultural árabe no Estado. “Precisamos conhecer melhor a beleza da cultura árabe, e eles a nossa, por meio da religião, a língua, a alimentação e história. Vamos trabalhar fortemente nisso”, afirmou. De acordo com Arns, a ideia é ter uma atividade permanente com os alunos e professores da rede estadual para que eles aprendam mais sobre a cultura árabe. “Uma das coisas mais bonitas é apreciar a diversidade que existe no mundo. Isto enriquece a todos”, completou. 

DELEGAÇÃO - Integram a delegação os embaixadores do Kuwait, Ayadah Alsaidi; da Jordânia, Malek Eid Otalla Twal; da Líbia, Khaled Zayed Dahan; do Egito Alaa Eldin Roushdy; do Sudão, Ahmed Yousif Mohamed Elsiddig; e da Mauritânia, Wagne Abdoulaye Idrissa; o embaixador da Liga dos Países Árabes, Nacer Alem; e os encarregados de negócios da embaixada da Tunísia, Nada Ben Naceur; e do Marrocos, Mohamed Boulmani. Participaram do encontro com o governador e da reunião com os secretários o vice-presidente de Relações Internacionais Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Michel Alaby; o presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Adalberto Netto; e o secretário do Departamento do Oriente-Médio do Itamaraty, Jaçanã Ribeiro.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL