Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, lançou na última sexta-feira (4) o EducaSUS, um programa inédito do Paraná que vai oferecer bolsas de incentivo a projetos voltados à qualificação da rede pública de saúde. O objetivo é fomentar a inovação no setor, incorporando novos conceitos, processos de trabalho e tecnologias aos serviços de saúde. 

A iniciativa será coordenada pela Escola de Saúde Pública do Paraná (ESPP), em parceria com a Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Funeas). “Trata-se de um marco para a história da pesquisa e da educação permanente na área da saúde. Com o EducaSUS, teremos condições de valorizar a expertise dos nossos profissionais e também incentivar a atuação de novos pesquisadores”, explicou o secretário. 

Nesta primeira etapa, cinco modalidades serão contempladas: Ensino, Pesquisa, Extensão, Estímulo à Inovação e Produtividade. O valor das bolsas vai variar de R$ 1,1 mil a até R$ 12,5 mil por mês, dependendo da categoria e da qualificação do profissional ou aluno. 

QUADRO PRÓPRIO – O grande diferencial é a possibilidade de concessão de bolsas a servidores de notório saber, mas que não necessariamente possuem formação acadêmica. De acordo com Caputo Neto, esta será uma das soluções para melhorar o processo de transição entre os servidores mais experientes e os novos que acabam de ser aprovados no recente concurso da saúde. 

Ele afirma que o Estado tem no quadro próprio diversos profissionais que são referência em suas áreas e hoje estão prestes a se aposentar. “São pessoas que sairiam do serviço público e levariam consigo todo um conhecimento prático. Com o programa, será possível viabilizar uma maneira de eles compartilharem experiências com os novos servidores”, enfatizou o secretário. 

OFERTA – As primeiras bolsas devem ser concedidas no início de 2017. O chamamento público para a inscrição de projetos será amplamente divulgado. O cronograma de todo o processo de seleção ainda está sendo definido pela direção da ESPP e da Funeas. 

De acordo com o diretor-administrativo da Funeas, José Carlos de Abreu, a criação do EducaSUS só foi possível graças à natureza jurídica da instituição. “A Funeas trabalha para abrir novas oportunidades para a Secretaria de Estado da Saúde. Atuamos em prol da saúde da população e a educação permanente dos profissionais é uma das formas de contribuir para a melhoria dos serviços”, destacou. 

ESCOLA DE SAÚDE – O lançamento do EducaSUS aconteceu durante as comemorações do aniversário de 58 anos da Escola de Saúde Pública do Paraná. A unidade é responsável pela formação e capacitação de cerca de 1,5 mil profissionais de saúde por ano. Há ainda cursos voltados à comunidade, como os que foram realizados para formação de conselheiros de saúde. 

Para a diretora da ESPP, Ana Lucia Fonseca, os últimos seis anos foram marcados por uma série de avanços na organização da entidade. O destaque ficou por conta do credenciamento junto ao Sistema Estadual de Educação, um sonho antigo da Escola. “Com a medida, a ESPP ganhou mais autonomia e passou a certificar seus próprios cursos de especialização”, lembrou. 

Segundo ela, o futuro deve ser ainda mais promissor. “Em breve, vamos iniciar os cursos de saúde na modalidade de Educação à Distância. Só no ano que vem, a iniciativa deve beneficiar mais de 1,5 mil pessoas”, declarou. 

A solenidade comemorativa ao aniversário da ESPP também contou com a presença de ex-diretores e personalidades que contribuíram para a evolução da Escola, como o presidente do Conselho Estadual de Educação, Oscar Alves. Na oportunidade, foi inaugurada ainda a nova galeria de ex-diretores da Escola.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL