Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Para ampliar o suporte para o desenvolvimento em ciência, tecnologia e inovação no Paraná, o Governo do Estado irá elaborar o projeto de uma Rede de Laboratórios Multiusuários, a partir das estruturas de pesquisa já existentes. O projeto será desenvolvido por um grupo de trabalho interinstitucional, composto por membros do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e de Universidades estaduais. A resolução que institui o grupo foi formalizada nesta segunda-feira (14).

Laboratórios Multiusuários são ambientes que contam com equipe e instalações disponíveis para uso compartilhado, oferecendo serviços aos usuários internos e externos à instituição nas atividades de Pesquisa e Desenvolvimento. São geridos por um comitê gestor e devem ter regras claras de acesso e utilização.

O diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, ressalta que a ação atende a um dos objetivos do Plano Plurianual do Governo do Paraná, que prevê a implantação de ambientes que propiciam estreito diálogo entre as instituições de pesquisa e a sociedade.

“Esse é um projeto que integra diversos objetivos, como o fortalecimento da produção científica e tecnológica, além do apoio às atividades de ensino, pesquisa e extensão e a interação e cooperação entre grupos de pesquisa e instituições. Dessa forma, estaremos promovendo a inovação de qualidade no Paraná”, explica Callado.

Para Aldo Bona, superintendente da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o Estado do Paraná tem um conjunto robusto de ativos tecnológicos que devem servir a sociedade. “Esses ativos, em termos de recursos humanos ou estruturas físicas, devem estar voltados à perspectiva do trabalho coletivo. Os laboratórios multiusuários permitem que possamos otimizar as estruturas existentes, evitar duplicação de investimentos e potencializar o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação em todo o Paraná”, salienta Bona.

“A criação dessa rede de laboratórios é extremamente relevante, aumentando a possibilidade de ampliar e qualificar a produção de conhecimento e a prestação de serviços das universidades, atendendo as necessidades do Paraná”, destaca Fátima Padoan, reitora da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) e presidente da Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior (Apiesp).

Grupo

No projeto desenvolvido pelo Grupo de Trabalho constarão diretrizes, objetivos, metas, responsabilidades, plano de aplicação de recursos técnicos e financeiros e demais informações referentes à implantação da Rede de Laboratórios Multiusuários.

“O foco é um compartilhamento de competências e infraestruturas laboratoriais entre o Tecpar, universidades estaduais e outras instituições para o desenvolvimento de ensaios direcionados em benefício da população do Paraná”, diz Carlos Gomes Pessoa, diretor de Tecnologia e Inovação do Tecpar e coordenador do Grupo de Trabalho. 

O prazo previsto para finalização dos trabalhos, que deverá resultar em um Termo de Cooperação Técnica, é de 60 dias, contados a partir da data de assinatura da resolução.

Outras iniciativas

Atendendo a orientação do governador Carlos Massa Ratinho Junior, no sentido de articular os atores de ciência, tecnologia e inovação no Estado, o Tecpar e a Seti têm trabalhado de forma colaborativa em diversas iniciativas.

Em março, as instituições anunciaram a criação de um grupo de trabalho para fortalecer a pesquisa e o desenvolvimento de vacinas e medicamentos imunobiológicos no Estado. No início deste mês, o Tecpar passou a integrar Rede Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação das Universidades Estaduais, reforçando a parceria do instituto junto à comunidade acadêmica na produção científica e tecnológica.

Asimp/Tecpar

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.