Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

 “Tenho recebido diversas reclamações de preços abusivos em testes particulares para a Covid-19. Por conta disso, estou apresentando um requerimento ontem (27), na Assembleia Legislativa do Paraná, solicitando imediata atuação do Procon para impedir possíveis abusos de preços nos testes particulares”, destacou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD).

De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML) os testes mais comuns para a detecção da doença são os de anticorpos, conhecidos como “testes rápidos” e o RT-PCR, também chamado de molecular, ambos realizados apenas com indicação médica.

Os testes rápidos não detectam o vírus, mas sim os anticorpos, as substâncias de defesa produzidas pelo sistema imunológico para combatê-lo. Já o teste RT-PCR consegue detectar o material genético do vírus, sendo o mais eficaz. Além disso a SBPC alerta para a qualidade dos testes rápidos que vem se apresentando no mercado que precisarão ser avaliados com cautela para conhecer a qualidade dos resultados de cada um dos fabricantes.

 “Muitas pessoas que apresentam sintomas da doença, antes de se deslocarem até as Unidades de Saúde de referência, procuram antes a rede particular para a realização do teste. Com o intuito de prevenção aos possíveis abusos de preços praticados por laboratórios e/ou farmácias que realizam o teste particular para a Covid-19, é que solicitamos a intervenção do Estado para defesa do consumidor paranaense”, explicou o deputado.

O requerimento foi endereçado ao governador Ratinho Junior e ao secretário estadual de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Meire Bicudo/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios