Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSDB) se reuniu na segunda-feira (8) no Palácio Iguaçu, em Curitiba, com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, o vice-governador Darci Piana e o presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador José Laurindo de Souza Netto, para discutirem a forma que os Poderes podem contribuir para as ações do Estado no enfrentamento à pandemia de Covid-19.

O governador reforçou o pedido de apoio institucional no enfrentamento da pandemia. Para o presidente Traiano, o momento que todos enfrentam é o mais crítico da emergência de saúde pública, com o aumento dos casos, óbitos e internações. “Um cenário agravado pela introdução da variante amazônica do vírus com maior agressividade e potencial de contágio”, frisou Traiano que destacou a participação da Assembleia desde o início da pandemia na votação de projetos importantes para o enfrentamento da doença. “A Assembleia será parceira das decisões difíceis. É importante apoiar as decisões técnicas e científicas. É um quadro que envolve uma séria de variáveis. Mas o fundamental nesse momento é o apoio. Queremos superar essa crise. Há uma angustia dos empresários do setor privado, e dos trabalhadores. E se necessário, dentro dos aspectos legislativos, a Assembleia estará pronta para apoiar o Governo”, completou Traiano.

Medidas administrativas adotadas de forma ágil durante a pandemia, como a criação de um sistema de votação on-line, permitiram que a Assembleia Legislativa do Paraná continuasse atuando nos debates e na votação de projetos que resultaram na criação de 313 novas leis estaduais e no repasse de mais de R$ 200 milhões ao Governo do Estado, sendo que R$ 100 milhões foram destinados para comprar a vacina contra a Covid-19.

 “A Assembleia Legislativa não se furtou em momento algum das suas obrigações durante esse período terrível que estamos vivendo com a pandemia. Não realizamos o recesso em 2020 para continuar aprovando proposta de interesse do Estado para enfrentar a pandemia. Em janeiro, suspendemos o recesso para votar projeto importante, e agora no Carnaval fomos a única Assembleia a realizar sessão plenária, seguimos votando e discutindo temas importantes para o Paraná”, disse o presidente Traiano.

O governador agradeceu a solidariedade dos Poderes durante a emergência vivida pelo Estado. “O Paraná encarou esse primeiro ano de pandemia com muita seriedade e contou com apoio do Tribunal de Justiça, da Assembleia Legislativa, do Ministério Público, do Tribunal de Contas e da Defensoria Pública. Todos sempre foram muito solícitos e parceiros. Essa união nos ajudou a tomar decisões difíceis e a amenizar os problemas lá na ponta para as pessoas”, disse Ratinho Junior. “Mas era um cenário sem a variante amazônica, que é mais agressiva. A realidade agora é outra”.

Casos

 A circulação da nova cepa tem aumentado os índices de hospitalização de pessoas mais jovens e a fila da espera por leitos, que passou de pouco mais de 40 (base de 2020) para mais de 900. Para responder a essa demanda, o Estado aumentou os leitos de UTI e enfermaria nos últimos dias, chegando a quase 700 em apenas 12 dias, o que corresponde a dois hospitais de campanha. Nos próximos dias mais 1.000 leitos de enfermaria devem ser habilitados na rede.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.