Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Nesta sexta-feira, às 15h, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), Engenheiro Civil Ricardo Rocha de Oliveira, participa da solenidade de assinatura de convênio do Projetek. O evento será realizado na sede do Amepar, na Rua Emilio de Menezes, 199, no Jardim Shangri-lá, em Londrina.

O Projetek é um escritório de projetos executivos de Engenharia e Arquitetura que será instalado no Centro de Tecnologia e Urbanismo (CTU) da Universidade Estadual de Londrina (UEL). O objetivo é atender demandas de empreendimentos públicos para municípios com menos de 30 mil habitantes, cujas prefeituras não têm repartições responsáveis pelos projetos. O Projetek é uma parceria entre a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), o Paranacidade – serviço social autônomo vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedu) – e a Associação de Municípios do Médio Paranapanema (Amepar).

O valor total do investimento é de R$ 662 mil, sendo R$ 630 oriundos do Fundo Paraná e o restante da Amepar. O montante será distribuído em investimento em infraestrutura predial, mobiliários, equipamentos, softwares, bolsas de auxílio e custeio.

De acordo com o presidente do Crea-PR, Engenheiro Civil Ricardo Rocha de Oliveira, o convênio é um avanço significativo que vai oportunizar mais estrutura e solidez para projetos executivos que podem auxiliar na captação de recursos e acesso a fontes de créditos as instituições bancárias, em caso de financiamento de empreendimentos públicos. “É uma iniciativa-modelo que pode ganhar força a partir do apoio do Governo do Estado e, também, dos governos municipais. É mais uma forma de tentar otimizar processos e fazer com que profissionais especializados exerçam suas funções específicas”, comenta. Para ele, o Projetek vem suprir a falta de profissionais especializados em algumas secretarias ou órgãos municipais paranaenses. “Nós respeitamos os gestores, independente das formações e experiências. Porém, quando se trata de gestão pública, a efetiva participação de profissionais com conhecimentos nas áreas de atuação é mais certeira para a segurança de toda a sociedade”, conclui.

Os 17 municípios beneficiados serão: Alvorada do Sul, Bela Vista do Paraíso, Cafeara, Centenário do Sul, Florestópolis, Guaraci, Jaguapitã, Jataizinho, Lupionópolis, Miraselva, Pitangueiras, Porecatu, Prado Ferreira, Primeiro de Maio, Sabáudia, Sertanópolis e Tamarana. A previsão é que o escritório comece a funcionar no primeiro semestre de 2022.

Asimp/Crea-PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.