Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Proibir a utilização de fogos de artifício com estampido em todo o Estado é o que prevê o Projeto de Lei (PL) 851/2019 de autoria do deputado estadual Cobra Repórter (PSD), vice-líder do Governo, que foi aprovado, ontem (01), pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Paraná. O PL teve parecer favorável do deputado estadual Márcio Pacheco que apresentou, inclusive, um requerimento para atuar como co-autor no Projeto de Lei.

Agora, o PL segue pelas demais Comissões da Casa para depois ir a plenário e ser votado. O texto cria uma nova lei proibindo a utilização de fogos de artifício ou quaisquer outros artefatos pirotécnicos que causem intensidade superior a 85 (oitenta e cinco) decibéis. A proibição a que se refere a lei estende-se a todo o Estado, em recintos fechados e abertos, áreas públicas e locais privados.

De acordo com o deputado Cobra Repórter, o objetivo é garantir o bem-estar de idosos, bebês, crianças, portadores de autismo e animais que sofrem com o barulho do estampido. “Vamos criar um ambiente saudável tornando os shows e fogos de artifício mais inteligentes, modernos e adequados retirando os ruídos indesejáveis. Fogos apenas com efeitos visuais podem substituir perfeitamente o barulho que incomoda pessoas e animais”, explicou o deputado estadual Cobra Repórter.

Em Curitiba, a lei municipal 15.585, que trata do tema, foi sancionada em dezembro de 2019. A legislação da capital paranaense dispõe sobre a proibição da queima, soltura e manuseio de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos de alto impacto ou com efeitos de tiro. Cidades de Foz do Iguaçu, Guarapuava, Londrina e São José dos Pinhais também proibiram fogos de artifício com barulho.

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.