Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Desde 1946, a revista divulga artigos originais de pesquisa e revisões. Edição comemorativa terá artigos de pesquisadores do instituto e de universidades estaduais paranaenses. Objetivo é valorizar o trabalho dos pesquisadores locais em uma das revistas de maior expressão no cenário nacional.

Em 2021, a revista científica editada pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) completa 75 anos como um dos periódicos de maior expressão e relevância no cenário nacional, com reconhecida credibilidade na comunidade científica.

Desde 1946, o periódico intitulado Brazilian Archives of Biology and Technology – BABT (Arquivos Brasileiros de Biologia e Tecnologia) divulga artigos originais de pesquisa e revisões, contribuindo para o avanço da ciência, tecnologia e inovação − nacional e internacionalmente.

Para celebrar, o Tecpar irá lançar uma edição comemorativa da revista com artigos de pesquisadores do instituto e de universidades estaduais paranaenses. O objetivo é valorizar o trabalho dos pesquisadores locais em uma das revistas de maior expressão no cenário nacional.

O diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado destaca que a longevidade do periódico reforça a importância do Tecpar na produção científica, nacional e internacional. Segundo ele, a credibilidade conquistada pelo BABT junto à comunidade científica se deve à criteriosa seleção na divulgação de pesquisas de alto nível.

 “Os trabalhos são selecionados e avaliados pelo conselho editorial da revista, composto por pesquisadores brasileiros e estrangeiros com credibilidade e reconhecimento da comunidade científica. Desse modo, o instituto mantém sua vocação histórica de fomentar a pesquisa e possibilita que este conhecimento seja acessível a todos, já que a publicação é aberta e no formato digital”, afirma Jorge Callado.

Seleção

Por ano, a revista recebe, em média, 800 artigos, dos quais são publicados cerca de 15%. Só em 2020, a revista publicou cerca de 150 trabalhos científicos, em áreas que variam de biologia e ciências aplicadas a biotecnologia, por exemplo.

O editor-chefe do Conselho Editorial da revista é o responsável por receber os artigos e avaliar se o material tem ou não mérito científico. Nesta etapa é analisado se foram cumpridos os critérios de ética, dados estatísticos válidos, entre outras informações. Caso o texto seja aprovado, é enviado para os editores associados, que o encaminham para a revisão. 

Atualmente o periódico conta com cerca de 500 revisores, selecionados entre pesquisadores renomados em sua área de atuação, de instituições nacionais e estrangeiras. Por fim, o artigo volta para o editor-chefe para definir se será aceito, negado, ou se ainda precisará de correções.

Mudança

No ano passado, o Tecpar implementou um importante ajuste no foco temático do periódico, que tem agora um escopo definido, voltado à aplicação da tecnologia em soluções que possam resolver problemas da sociedade. A atualização do escopo é fundamental para definir a identidade da revista.

O periódico continuará voltado para seis grandes áreas: agronomia, biologia aplicada, saúde humana e animal, ciência de alimentos, engenharia ambiental e engenharias diversas. No entanto, os próximos artigos submetidos deverão conter uma aplicação prática, focada no emprego de ferramentas tecnológicas como máquinas, instrumentos, métodos, técnicas e processos para explicar problemas atuais e emergentes.

História

Em 1946, o professor doutor Marcos Augusto Enrietti idealizou a criação de uma publicação para divulgar os avanços científicos e tecnológicos realizados pelo grupo de pesquisadores do Instituto de Pesquisas Tecnológicas e Biologia. A iniciativa deu origem à revista Arquivos de Biologia e Tecnologia.

A partir de 1999, a publicação passou a se chamar Brazilian Archives of Biology and Technology (BABT), iniciando a publicação de trabalhos em língua inglesa. Desde 2001, a revista está disponível em formato eletrônico na Scientific Electronic Library Online (SciELO), biblioteca digital de artigos científicos com acesso aberto.

Apoio

Atualmente o BABT é apoiado por importantes instituições ligadas à produção científica, como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Programa de Apoio a Publicações Científicas do Ministério da Ciência e Tecnologia, Ministério da Educação, Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná e a Fundação Araucária.

Asimp/Tecpar

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.