Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O governador Beto Richa entregou na quarta-feira (10) a duplicação de mais 10 quilômetros da Rodovia do Café (BR-376). O novo trecho se soma a outros 11 quilômetros inaugurados no ano passado, chegando, agora, a 21 quilômetros já duplicados na rodovia, no sentido Ponta Grossa a Apucarana (Norte). Outra frente de trabalho atua no trecho entre Califórnia e Apucarana (11 km). Também está em obras a duplicação do acesso a Ortigueira e ainda neste ano começa o trecho em Imbaú. Em ambos, haverá vias marginais, separando o tráfego urbano do rodoviário.

Além da duplicação, também foi inaugurada a trincheira em frente à fábrica de cerveja Ambev, em Ponta Grossa nos Campos Gerais. Na solenidade, foi ressaltado que as obras na BR-376 foram antecipadas, graças à negociação do governo estadual com a concessionária CCR Rodonorte. 
“A BR-376 é uma das principais rodovias do Paraná, liga importantes regiões e tem intenso fluxo de veículos”, disse Richa. “Por isso intensificamos a conversa com a concessionária para antecipar a obra, que beneficia o Paraná e amplia o conforto e a segurança dos usuários. Rodovias em boas representam crescimento e desenvolvimento”, afirmou o governador. “Temos hoje mais de 400 quilômetros de rodovia em duplicação no Paraná e a principal delas é a Rodovia do Café”, disse Richa. Ele lembrou que o projeto envolve a duplicação de todo o trajeto entre Ponta Grossa e Apucarana (230 quilômetros). Mais de nove mil veículos trafegam diariamente pela rodovia.
Trincheira

O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, destacou a construção da nova trincheira, que foi feita com recursos da empresa cervejeira Ambev. “Esse é um aspecto importante a ressaltar, uma novidade”, disse o secretário.
A trincheira fica em frente à fábrica, custou R$ 3,6 milhões e foi construída pela empresa dentro do acordo com Governo do Estado pelo programa de incentivo fiscal Paraná Competitivo. Com isso, o custo da obra não impacta na tarifa do pedágio. Mais de 500 caminhões da Ambev circulam diariamente pelo trecho. 
Pontes e viaduto

Além de melhorar o fluxo de veículos, outras mudanças significativas foram trabalhadas no período de revitalização do trecho. Visando reduzir os riscos de acidentes e garantir maior segurança a motoristas e moradores da região, a rodovia teve uma série de correções vertical e horizontal de curvas. Também foram construídas duas novas pontes, sobre os rios Tibagi e Barrinha, e um viaduto sobre a rede ferroviária.

Interesse público

O presidente da Rodonorte, José Alberto Moita, disse que nos próximos 40 dias a concessionária irá assinar mais um contrato, de R$ 900 milhões, para obras de duplicação. “É o restante dos investimentos, dentro do nosso programa de concessão, de R$ 3,6 bilhões”, explicou. “Todos os investimentos são realizados em diálogo e entendimento com o Governo do Estado, por meio do DER -PR, e sob a lupa do interesse público", afirmou o presidente. Segundo ele, os investimentos são priorizados em trechos de maior volume de tráfego, visando uma rápida e significativa redução de acidentes. “A conversa e o diálogo do governo estadual com a concessionária possibilita que o interesse público esteja acima de qualquer outro interesse do cronograma”, afirmou Moita.
Presenças

Participaram da solenidade o ministro das Cidades, Bruno Araújo; a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), Nelson Leal Junior;, o diretor presidente da Agepar, Cézar Silvestri; o deputado federal Sandro Alex e o deputado estadual.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios