Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Gerências de Londrina, Cornélio Procópio e Ponta Grossa foram reconhecidas por gestão

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) acaba de conquistar três novos troféus no Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento (PNQS). O Prêmio, concedido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), é o mais importante do setor do saneamento no país e tem como base o Modelo de Excelência em Gestão do Saneamento Ambiental, o MEGSA. O anúncio ocorreu na quinta-feira (25). Ao todo, 55 unidades de empresas de saneamento do Brasil se inscreveram no PNQS de 2018.

Para a conquista do Quíron, o troféu do PNQS, a Sanepar aplicou boas práticas de gestão e apresentou resultados elevados de desempenho. Neste ano, participaram da premiação e se saíram vencedoras as gerências da Companhia nas regiões de Cornélio Procópio, Londrina e Ponta Grossa. A Fundação Sanepar de Previdência Social também foi vencedora do Selo de Qualidade do Fornecedor da Prestação de Serviços de Saneamento Ambiental.

“Somos uma Companhia preocupada com o meio ambiente, com a saúde das pessoas e que busca diariamente a excelência nos seus processos. Por isso, recebemos com grande satisfação esse reconhecimento nacional de nossa gestão”, disse o presidente da Sanepar, Ricardo Soavinski. “Temos sete mil empregados, que eu chamo de agentes de transformação por um mundo melhor. Eles atuam 24 horas por dia, sete dias por semana, muitas vezes de forma anônima, para que na casa de cada paranaense chegue água de qualidade e para que, depois, o esgoto doméstico tenha o destino adequado. É dessa equipe a nossa premiação”, afirmou.

A Sanepar já ganhou 42 troféus no PNQS. Criado em 1997 pela Abes, o Prêmio tem o objetivo de fomentar a melhoria da gestão nas empresas de saneamento ambiental por meio de um Modelo de Excelência de Gestão, o MEG. Os troféus conquistados em 2018 serão entregues entre os dias 26 e 28 de novembro no Rio de Janeiro, quando, além de receberem os prêmios, as empresas vencedoras apresentarão palestras com suas práticas de qualidade.

Londrina

O gerente geral da Região Nordeste, Sérgio Bahls, lembra que o PNQS chega à marca de 21 anos de forma consolidada. Ele comemora a soma de 12 troféus conquistados, ao longo deste período, por gerências que integram a sua regional. As premiadas neste ciclo foram a Gerência Regional de Cornélio Procópio, que presta serviços de água e esgoto para 14 municípios, e a Gerência Industrial Londrina, que atende Londrina, Cambé e Tamarana.

“Nossa região é pioneira na busca pela qualidade. Eu sempre apoiei toda oportunidade de melhoria e creio que o Modelo de Excelência em Gestão é uma das melhores ferramentas já adotadas pelo setor de saneamento”, destaca. “As certificações e prêmios que conquistamos são consequência do nosso trabalho na busca de dar maior segurança e tranquilidade aos nossos clientes e aos municípios que nos concederam o direito de prestarmos serviços”, ressalta.

O gerente Industrial, Antônio Gil Gameiro, comemorou com sua equipe mais um prêmio de qualidade e uma semana transcorrida da parada de 26 horas no sistema de abastecimento, após chuvas e queda de energia, que demandou um trabalho exaustivo de minimização de transtornos ao cliente. “O PNQS 2018 é a coroação de todo um processo de busca de excelência. É o reconhecimento de valores que norteiam nossas atividades e a forma como atendemos a população das três cidades sob nossa responsabilidade”, resume.

Cornélio Procópio

Dentre os 12 troféus da região Nordeste do Estado, três são de Apucarana, quatro de Cornélio Procópio e cinco de Londrina. Cornélio Procópio conquistou o seu primeiro PNQS em 1997, ano da sua criação. O gerente daquela regional, Bráulio Leonel, afirma que o prêmio representa o esforço e o comprometimento da equipe com os programas de qualidade. “A cada ciclo de avaliação, a equipe se fortalece na busca da excelência em gestão com aplicação no dia a dia”, pontua.

“A qualidade está no nosso DNA, temos equipamentos modernos, tecnologia de última geração para realizarmos nosso trabalho, mas, sem dúvida, são os empregados que colocam suas habilidades à disposição da empresa que fazem a diferença”, comenta Bráulio. “O alinhamento entre as lideranças e os que estão na ponta também é importante, porque garante agilidade às soluções para os problemas que surgem, reduzindo impactos para a sociedade e o meio ambiente”, finaliza.

Paraná em números

A Sanepar tem hoje índices que superam a média nacional. A empresa está presente em 345 municípios paranaenses e Porto União, em Santa Catarina. Opera um complexo composto por 166 estações de tratamento de água, 1.172 poços, 229 estações de tratamento de esgoto, três aterros sanitários e quatro barragens, com ramificações em todo o estado. Possui uma força de trabalho de mais de 7.000 empregados, além de diversos colaboradores.

A Sanepar atende 86,5% dos municípios do Paraná, entre os quais os dez maiores municípios e a capital, Curitiba. São, aproximadamente, 3,89 milhões de unidades consumidoras, o que corresponde ao índice de cobertura com abastecimento de água tratada de 100% dos domicílios urbanos, nas áreas em que atua. Atende ainda aproximadamente 2,82 milhões de imóveis com o serviço de coleta e tratamento de esgoto, com índice de disponibilidade do serviço que supera 71% de domicílios urbanos das áreas que atua.

Desde 2011, a Sanepar já investiu mais de 4,9 bilhões de reais em obras de novas estruturas, ampliação e melhorias de sistemas. A Companhia também aprimorou a gestão, fortalecendo a área de Governança Corporativa e de Gestão de Riscos. No Paraná, quatro cidades (Cascavel, Londrina, Maringá e Ponta Grossa) estão entre as 15 com melhor saneamento no Brasil e Curitiba é a melhor entre as capitais, segundo o ranking do Instituto Trata Brasil.

Giovanna Migotto Galleli/Asimp

Clique nas fotos para ampliar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios