Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A classificação é da revista britânica Times Higher Education – Emerging Economies 2021. Figuram as universidades de Londrina, Maringá, Ponta Grossa e do Oeste do Paraná.

As universidades estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG) e do Oeste do Paraná (Unioeste) estão entre as melhores dos países em desenvolvimento, segundo o ranking da revista britânica Times Higher Education – Emerging Economies 2021, divulgado na terça-feira (09). O ranking classificou as 606 melhores instituições de ensino superior de 48 países considerados emergentes.

Entre as universidades paranaenses, a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a UEL e a UEPG estão na categoria de 401ª a 500ª posição, seguidas pela UEM, Unioeste e pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), classificadas na categoria acima de 501.

A metodologia do ranking avalia cinco áreas: ensino, pesquisa, citações, perspectivas internacionais e renda da indústria (referente à relação com empregadores e oportunidades de estágios).

“Esse ranking demonstra que as universidades em países em desenvolvimento estão evoluindo muito mais rapidamente. E nossas instituições de ensino superior estaduais estão inseridas nesse contexto como protagonistas em ações de pesquisa, extensão, ensino e internacionalização”, afirma o coordenador de Relações Internacionais da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Luis Paulo Gomes Mascarenhas.

A diretora de Avaliação e Informação Institucional, da Pró-Reitoria de Planejamento da UEL, Elisa Emi Tanaka Carloto, reconhece o Times Higher Education como uma das classificações mais relevantes para as universidades. “Esse ranking tem valor agregado diferenciado, porque agrupa os países que possuem nível semelhante e apresenta melhor parâmetro comparativo. Ele avalia itens importantes para que as economias emergentes possam ser alavancadas”, afirma.

Brasil

Das 606 instituições avaliadas, 52 são brasileiras, entre públicas – federais e estaduais – e privadas. O Brasil é o país latino-americano em que as universidades mais aparecem no ranking e o sexto na tabela geral, com 30 instituições. Na primeira colocação, entre as nacionais, figura a Universidade de São Paulo (USP).

Confira  AQUI  o Times Higher Education – Emerging Economies 2021.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.