Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

 “No ano passado, o Disque 100 recebeu mais de 17 mil denúncias de abuso sexual contra crianças no Brasil de acordo com o Governo Federal. Especialistas da área dizem que isso é só 10% do real número de crianças abusadas. Precisamos da união de todos no combate a essa covardia”, disse na segunda-feira (24), Dia Nacional da Infância, o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), que é o presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

O deputado, que também é o vice-líder do Governo na Alep, aproveitou para lembrar que, em maio, apresentou um projeto de lei que institui, em caráter permanente, a Força-Tarefa Infância Segura de prevenção e combate aos crimes contra a criança, integrada por representantes dos três Poderes do Estado e da sociedade organizada. “O trabalho da Força-Tarefa Infância Segura é um orgulho para o Paraná. Trata-se de uma das primeiras ações na área da criança e do adolescente determinadas pelo governador Ratinho Junior e que ganhou rapidamente adesão de outras secretarias e também de outras instituições, como Poder Judiciário, Ministério Público, prefeituras, conselhos tutelares e ONGs”, destacou Cobra Repórter.

A Força-Tarefa Infância Segura de Combate a Crimes Contra a Criança promove operações integradas ostensivas de fiscalização, conscientização e estímulo à denúncia 181; de combate ao trabalho infantil; encaminhamento de denúncias de exploração sexual; dentre outras ações. Em apenas um ano e meio de funcionamento, promoveu seminários e capacitações organizadas com abrangência de mais de 200 municípios do Paraná e com mais de 2.000 profissionais capacitados.

 “Temos que conscientizar a sociedade sobre a importância do combate a crimes contra a infância e adolescência, bem como da denúncia. “Esses crimes não podem ser tolerados. Se você tem informações ou suspeita de casos de abusos contra menores, denuncie pelo 181, pois esse apoio é fundamental para que possamos diminuir essa barbárie”, disse o delegado da Polícia Federal, chefe do Departamento de Justiça da secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) e coordenador da Força-Tarefa, Felipe Hayashi.

O vice-líder do Governo aproveitou também para destacar que o Paraná é um dos primeiros Estados do Brasil a adotar o Orçamento Criança.“De acordo com o Governo do Estado, o documento vai assegurar a aplicação de recursos estaduais na execução das políticas sociais públicas nas áreas de proteção e desenvolvimento da infância e adolescência, com a identificação dos programas, projetos e atividades que farão parte do planejamento orçamentário que deverá ser implementado até dezembro de 2022”, destacou Cobra Repórter.

Meire Bicudo e Veruska Barison/com informações da Sejuf

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.