Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

 “No ano passado, o Disque 100 recebeu mais de 17 mil denúncias de abuso sexual contra crianças no Brasil de acordo com o Governo Federal. Especialistas da área dizem que isso é só 10% do real número de crianças abusadas. Precisamos da união de todos no combate a essa covardia”, disse na segunda-feira (24), Dia Nacional da Infância, o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), que é o presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

O deputado, que também é o vice-líder do Governo na Alep, aproveitou para lembrar que, em maio, apresentou um projeto de lei que institui, em caráter permanente, a Força-Tarefa Infância Segura de prevenção e combate aos crimes contra a criança, integrada por representantes dos três Poderes do Estado e da sociedade organizada. “O trabalho da Força-Tarefa Infância Segura é um orgulho para o Paraná. Trata-se de uma das primeiras ações na área da criança e do adolescente determinadas pelo governador Ratinho Junior e que ganhou rapidamente adesão de outras secretarias e também de outras instituições, como Poder Judiciário, Ministério Público, prefeituras, conselhos tutelares e ONGs”, destacou Cobra Repórter.

A Força-Tarefa Infância Segura de Combate a Crimes Contra a Criança promove operações integradas ostensivas de fiscalização, conscientização e estímulo à denúncia 181; de combate ao trabalho infantil; encaminhamento de denúncias de exploração sexual; dentre outras ações. Em apenas um ano e meio de funcionamento, promoveu seminários e capacitações organizadas com abrangência de mais de 200 municípios do Paraná e com mais de 2.000 profissionais capacitados.

 “Temos que conscientizar a sociedade sobre a importância do combate a crimes contra a infância e adolescência, bem como da denúncia. “Esses crimes não podem ser tolerados. Se você tem informações ou suspeita de casos de abusos contra menores, denuncie pelo 181, pois esse apoio é fundamental para que possamos diminuir essa barbárie”, disse o delegado da Polícia Federal, chefe do Departamento de Justiça da secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) e coordenador da Força-Tarefa, Felipe Hayashi.

O vice-líder do Governo aproveitou também para destacar que o Paraná é um dos primeiros Estados do Brasil a adotar o Orçamento Criança.“De acordo com o Governo do Estado, o documento vai assegurar a aplicação de recursos estaduais na execução das políticas sociais públicas nas áreas de proteção e desenvolvimento da infância e adolescência, com a identificação dos programas, projetos e atividades que farão parte do planejamento orçamentário que deverá ser implementado até dezembro de 2022”, destacou Cobra Repórter.

Meire Bicudo e Veruska Barison/com informações da Sejuf

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios