Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Rodrigo Gutuzo

Semana Cultural da Escola Estadual Professora Kazuko Ohara: alunos apresentaram trabalhos sobre uma vida saudável, desde alimentação até saúde mental e emocional (Dhema Kamargo/JU)Aprofundar o que se aprende em sala de aula para o dia-dia dos alunos. Este foi o objetivo da Semana Cultural, realizada entre os dias 06 e 10 de agosto pela Escola Estadual Professora Kazuko Ohara, localizada no Jardim Bandeirantes, zona Oeste de Londrina. Com o tema “Vida saudável”, os estudantes apresentaram vários trabalhos, desenvolvidos sobre orientação dos professores e com total criatividade de cada um dos alunos.

Para a professora Solange Terezinha da Silva, a semana consegue aumentar o interesse dos alunos em participarem dos trabalhos e aprenderem ainda mais. “Os professores orientam e os alunos entram com a criatividade, com sugestões, ideias e aprendem ainda mais”, diz a professora de inglês.

Os temas trabalhados foram todos relacionados para uma vida saudável, desde a alimentação, a higiene pessoal, passando também sobre saúde mental, física e emocional. Também foram apresentados trabalhos sobre saúde na terceira idade e jogos infantis.

Para Ingrid, “os trabalhos feitos acabam ajudando na socialização, pois conhecemos mais os alunos de outras salas” (Dhema Kamargo/JU)Os alunos também concordam que a Semana auxilia muito em sua formação. “Tivemos palestra sobre como ter uma vida saudável, saúde mental, higiene, saúde na terceira idade. O que aprendemos, acabamos fazendo em casa, no dia-dia”, disse Marcela Azarias Rodrigues, da 9ª série.

“O que aprendemos, acabamos fazendo em casa, no dia-dia”, disse a aluna Marcela Rodrigues (Dhema Kamargo/JU)A aluna Ingrid Kaori, também da 9ª série, aponta que as atividades também melhoram o convívio entre os alunos. “Os trabalhos feitos acabam ajudando na socialização, pois conhecemos mais os que estudam em outras salas”, disse.

Tanto para Ingrid como para Marcela, as atividades de conhecimentos gerais podem ajudar no futuro. “Como os vestibulares e o Enem utilizam questões assim, o que aprendemos aqui pode nos ajudar lá na frente”, disseram.

A escola possui atualmente o terceiro melhor Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (IDEB) em Londrina. Para a diretora Enedinea Regina Martins Rodrigues, atividades como a da Semana Cultural influenciam diretamente neste resultado. “Toda atividade extracurricular como esta auxilia muito no aprendizado do aluno. Eles acabam se interessando e buscando saber ainda mais sobre os assuntos apontados”, afirma.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios