Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O governador Beto Richa assumiu no dia 1º de janeiro, durante sessão solene na Assembleia Legislativa, o seu segundo mandato à frente do Poder Executivo do Estado do Paraná, ao lado da vice-governadora Cida Borghetti. A cerimônia de posse, prestigiada por inúmeras autoridades civis, militares, eclesiásticas, do corpo consular e convidados, foi conduzida pelo deputado Valdir Rossoni, presidente do Legislativo estadual.

Logo após a abertura da sessão plenária, com a recepção do governador e de sua vice, o anúncio da composição da Mesa Diretora dos trabalhos e a execução do Hino Nacional pela cantora Madalena Martins Alves, com acompanhamento do professor de música Vicente Neves, o presidente Valdir Rossoni fez uma saudação especial a todos os presentes. “Oficializar a posse de um governador de Estado é uma honraria inédita para mim. Tenho mais orgulho ainda porque hoje estamos dando continuidade a um longo, difícil, mas profícuo trabalho, que resultou na reeleição de Beto Richa”, destacou.

O deputado fez questão de salientar a parceria mantida ao longo dos últimos quatro anos entre a Assembleia e o Governo do Estado. “Tivemos o respaldo do Executivo para promover a maior transformação ocorrida aqui. Demos nossa contribuição, além de apagar as manchas da história recente da Assembleia, ao devolver aos cofres públicos R$ 630 milhões que o Estado transforma em obras em benefício dos paranaenses”. Como durante a cerimônia a Assembleia também entregou ao governador um cheque simbólico de R$ 230 milhões, como mais uma parcela de recursos reunidos com as economias feitas na Casa, Rossoni fez referência expressa à iniciativa: “Com o cheque simbólico de R$ 230 milhões que entregamos hoje, superamos a nossa meta de economizar R$ 600 milhões nos quatro anos de gestão”, acrescentou.

Rossoni afirmou também que o Paraná foi discriminado pelo governo federal nos últimos anos, mas nem por isso parou, com o povo reconhecendo essa luta ao reeleger Beto Richa. Dentro das dificuldades, segundo o parlamentar, é que se encontram, justamente, as grandes ideias. “Os deputados e o governador têm capacidade para achar os caminhos que façam o Paraná trilhar o rumo da prosperidade e do bem-estar. Basta trabalhar para isso, deixando de lado o aspecto meramente político das atitudes, mesmo porque na política traições são constantes e quem perde sempre é o povo”, emendou. Ao finalizar o seu pronunciamento, Rossoni dirigiu-se diretamente ao governador: “Beto Richa, a você que sempre dediquei fidelidade, respeito e confiança, fique com os meus votos de que possa, juntamente com sua equipe e, principalmente, com a benção de Deus, fazer o melhor por todos nós paranaenses”.

Compromisso

Em seguida Beto Richa proferiu o seu compromisso constitucional de Governador de Estado, nos termos do art. 83 da Constituição Estadual, no sentido de cumprir e fazer cumprir a Constituição da República e a do Estado, de observar as leis e de promover o bem-estar geral do povo paranaense. Coube então ao 1º secretário da Assembleia Legislativa, deputado Plauto Miró, a leitura do termo de posse do governador, em ação que foi repetida depois que a vice-governadora Cida Borghetti também proferiu o seu compromisso constitucional. Os termos de posse foram então devidamente assinados pelo governador e pela vice-governadora, e assim também pelos integrantes da Comissão Executiva do Legislativo – os deputados Valdir Rossoni, presidente; Plauto Miró, 1º secretário; e Ademar Traiano, neste ato como 2º secretário. O governador e a vice-governadora assinaram na sequência o Livro de Posse, e assim também, novamente, os deputados da Comissão Executiva.

A primeira dama do Estado, Fernanda Richa, foi ainda homenageada com a entrega de um ramalhete de flores, feita por Cristina Silvestri, deputada estadual eleita. A homenagem também foi feita a Cida Borghetti, que recebeu o ramalhete de flores das mãos da filha e deputada estadual eleita, Maria Victoria Borghetti Barros. Depois disso Valdir Rossoni declarou Beto Richa e Cida Borghetti como oficialmente empossados nos cargos de governador e vice-governadora, passando a palavra ao chefe do Poder Executivo estadual.

Discurso de posse

Em seu primeiro discurso como governador reempossado, Richa relembrou seus tempos de deputado estadual e destacou a importância do Poder Legislativo e os esforços feitos pela atual gestão da Casa, que resultaram em economia de cerca de RS 600 milhões ao longo de quatro anos, recursos esses que foram redirecionados a programas voltados para municípios de todas as regiões do estado. Ao mesmo tempo, enalteceu a boa convivência entre os Poderes e destes com a sociedade: “Estamos maduros para ver que a solução de nossos problemas deve ser partilhada por todos”.

Considerou que o País enfrenta tempos de turbulência, “uma crise ética e moral”, e que a união de todos os paranaenses em defesa dos interesses maiores do Estado somará forças aos seus justos pleitos em Brasília, cobrando do governo federal o tratamento respeitoso que merece e que não teve durante sua primeira gestão: “O Paraná nunca virou as costas ao Brasil”, contrapôs.

Ajuntou que as portas do Palácio Iguaçu estão abertas ao diálogo, “como sempre estiveram”, e defendeu “relações maduras, republicanas e transparentes” entre os dois níveis de poder: “O Paraná saberá cobrar o que lhe é devido com civilidade e cortesia, entretanto tem pressa em promover seu desenvolvimento”.

Richa enumerou as principais ações de seu primeiro mandato, alertando que o desafio pela frente não é menor do que aquele encontrado há quatro anos, “nem cederá por vontade própria. Temos que agir”. Conclamou à formação de uma ampla aliança pelo bem do Estado e reforçou sua fé de que “o melhor ainda está por vir”.  

O presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni, encerrou os trabalhos após a manifestação do governador e após externar os seus agradecimentos a todos os presentes, pontuando a cerimônia com a execução do Hino do Paraná.

Sandra C. Pacheco e Luiz Alberto Pena/Asimp/ALEP

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios