Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Brasileiros venceram em três, de quatro categorias, com projeto em inovação na área da Saúde. A cerimônia de premiação será realizada no dia 25 de outubro em Brasília.

Leonardo Dalla/Asimp

O Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia, que nesta edição abordou o tema “Inovação Tecnológica na Saúde”, terá mais uma vez trabalhos do Brasil como destaque: das quatro categorias premiadas, três irão para brasileiros que garantiram o 1º lugar. O Prêmio será entregue durante cerimônia que acontece na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, amanhã, 25. A comissão avaliadora do Prêmio, composta por representantes de quatro países do bloco, selecionou os melhores trabalhos elaborados por estudantes e pesquisadores do Brasil, Bolívia, Argentina e Peru.

A iniciativa busca reconhecer projetos realizados por estudantes do Ensino Médio a profissionais com doutorado em quatro categorias: iniciação científica, estudante universitário, jovem pesquisador e integração. Conhecido como Prêmio Mercosul para Jovens Pesquisadores em edições anteriores, foi criado em 1998 pela Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do Mercosul (RECyT) com o objetivo de incentivar estudos orientados para o desenvolvimento científico e tecnológico do bloco econômico, contribuindo para o processo de integração regional entre os países membros.

O Prêmio conta com o patrocínio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e com o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Movimento Brasil Competitivo (MBC), do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva da Argentina, do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia do Paraguai, do Ministério de Educação e Cultura do Uruguai e do Observatório Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação da Venezuela.

Conheça abaixo os nomes dos vencedores em cada uma das categorias:

Categoria Iniciação Científica (US$ 2.000,00)

1° Lugar

Trabalho: “Desplazamiento Simple y Bioadsorción de Plomo II en las aguas del Río Rímac mediante Cáscara de Huevo y Pepa de aceituna”

Autor: Kathya Mimbela Barrera, 16 anos, estudante do 4º. ano de secundária do ensino médio no Colégio San Roque

Professora-orientadora: Luis Mimbela

País: Peru

Menção Honrosa

Trabalho: “MosquiFAIL : modo prático e de baixo custo para extermínio do Aedes aegypti”

Autor: David Richer Araujo Coelho, 17 anos, estudante do 2° ano do ensino médio no Colégio Municipal Francisco Porto de Aguiar

País: Brasil

Categoria Estudante Universitário (US$ 3.500,00)

1° Lugar

Trabalho: “Acilpoliaminas do veneno da aranha brasileira Nephilengys cruentata: antigos neuromoduladores como uma nova alternativa no desenvolvimento de fármacos antimicrobianos”

Autor: Ivan Lavander Candido Ferreira, 21 anos, estudante do 6º. semestre (3º. ano) na Universidade de São Paulo

Professor-orientador: Pedro Ismael da Silva Junior, Instituto Butantan
País: Brasil

Menção Honrosa

Trabalho: “A Biologia Sintética para a Produção de um Biofármaco para Hemofilia A.”

Autor: Angelo Caron, 24 anos, estudante do 10º. Semestre na Universidade de São Paulo

Professora-Orientadora: Aparecida Fontes, Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto

País: Brasil

Categoria Jovem Pesquisador (US$ 5.000,00)

1° Lugar

Trabalho: “Vacinação com vírus influenza e adenovírus recombinantes é capaz de promover potente resposta imunológica e proteção contra doença de Chagas”

Autor: Rafael Polidoro Alves Barbosa, 27 anos, doutorado em curso

País: Brasil

Menção Honrosa

Trabalho: “Participación de células pluripotentes de médula ósea en el proceso de degeneración-regeneración nerviosa”

Autora: Vanina Usach, 31 anos, doutorado em curso

País: Argentina

Categoria Integração (US$ 10.000,00)

1° Lugar

Trabalho: “Mal de Chagas, una enfermedad presente pero olvidada. Estudios in-vitro/in-vivo de nuevas formulaciones sólidas y líquidas de benznidazol”

Autores: Claudio Salomon, 50 anos, argentino, com pós-doutorado; Dario Leonardi, 38 anos, argentino, com pós-doutorado; María Lamas, 44 anos, argentina, com pós-doutorado; Marcílio Soares da Cunha Filho, 31 anos, brasileiro, com pós-doutorado; Lívia Lira de Sá Barreto, 33 anos, brasileira, com pós-doutorado

Países: Argentina e Brasil

Menção Honrosa

Trabalho: “Sistema de Realidade Aumentada para Uso na Reabilitação Motora de Membro Superior de Indivíduos Acometidos por Acidente Vascular Encefálico”

Autores:

Gilda Assis, 39 anos, brasileira, com doutorado completo

Roseli de Deus Lopes, 48 anos, brasileira, com doutorado completo

Maria Bernardete Rodrigues Martins, 53 anos, brasileira, com mestrado completo

Eloy Vicente de la Barra Velasquez, 44 anos, boliviano residente no Brasil, com mestrado em curso

Sílvia Lemos Fagundes, 45 anos, brasileira, com mestrado completo

Alexandre Leuckert Klein, 25 anos, brasileiro, com ensino superior completo

Países: Brasil e Bolívia

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios