Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Brasil passou a ter a primeira geração de crianças sem fome, segundo a ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, durante a abertura da 4ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional +2, em Brasília. A ministra apresentou os avanços conquistados pelo Brasil Sem Miséria, as perspectivas para o país continuar superando a pobreza e a evolução dos indicadores sociais da última década.

A Conferência foi realizada pelo Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e a Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), e reuniu cerca de 350 representantes da sociedade civil, do governo, dos estados e de organizações internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Fian Internacional – entidade voltada à defesa dos Direitos Humanos, com status consultivo na ONU.
 
O Programa Nacional de Alimentação Escolar já beneficiou 43 milhões de estudantes da rede pública. Segundo a ministra, o Plano Brasil Sem Miséria e os programas de transferência de renda, a redução dos índices de desnutrição e da mortalidade infantil e a manutenção das crianças nas escolas contribuem para a evolução dos indicadores sociais brasileiros.
 
A redução da extrema pobreza, a ampliação das tecnologias sociais, a diminuição da insegurança alimentar, o fortalecimento de estratégias intersetoriais de promoção alimentar adequada e saudável e a ampliação de programas voltados para agricultura familiar são avanços reconhecidos. “Já estamos vivendo a primeira geração de crianças sem fome no Brasil, com acesso à alimentação, à escola e a serviços”, disse a ministra.
 
 “A aprendizagem não ocorre quando a criança está desnutrida. Portanto, além do desenvolvimento físico há também o desenvolvimento mental. Ele é maior, ele é completo, quando a pessoa é bem nutrida”, pondera o deputado estadual Professor Lemos (PT). Conforme o deputado, esse resultado não é bom apenas para a autoestima do brasileiro, mas para o desenvolvimento do país. “Porque também a nossa economia é alterada para melhor quando a sua população é bem nutrida. O país cresce e se desenvolve”, completa.
 
Tereza Campello comemorou o fato de o Brasil ser um dos primeiros países da América Latina a superar os índices de desnutrição, mortalidade infantil e conseguir a manutenção das crianças nas escolas, por meio de políticas públicas, em parceria com a sociedade civil. “Estamos a um passo de comemorar a superação da desnutrição aguda no País. O Brasil que encontramos em 2003 não existe mais”, ressaltou a ministra.
 
“O Brasil de hoje é um Brasil diferente, que se insere num mundo de cabeça erguida de modo soberano, que é enxergado de fora com outro olhar e que passa a receber investimentos produtivos. Diferente do passado que recebia apenas investimentos especulativos. Hoje, o Brasil está na quarta posição, chegando à terceira no ranking internacional em captação de investimentos estrangeiro produtivo”, avalia Lemos.
 
Ao apresentar a evolução dos indicadores sociais da última década, a ministra disse que o País tem estabelecido metas ousadas, o que coloca o país em outro patamar de desenvolvimento. “O Brasil reduziu a pobreza, de 24,25%, em 2002, para 8,55%, em 2012. E a extrema pobreza caiu de 8,8% para 3,5%, no mesmo período. O investimento do governo federal nas políticas de segurança alimentar e nutricional quintuplicou entre 2004 e 2013. Nesse período, o orçamento na área saltou de R$13,4 bilhões para R$ 77 bilhões. Entre 2011 e 2013, o governo Dilma duplicou o orçamento”, afirmou.
 
 “O Brasil é uma referência mundial. Todos querem saber como conseguimos tantos avanços em tão pouco tempo. Reduzimos a pobreza e as desigualdades sociais, valorizamos o salário mínimo, aumentamos a renda dos brasileiros e melhoramos a qualidade de vida das mulheres, dos pretos e pardos e das populações mais pobres que vivem nas periferias”, ressaltou a ministra.
 
Agência Notícias PR
 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL