Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Colégio de Líderes escolheu os cinco integrantes da comissão; grupo vai acompanhar os trabalhos da CPI estadual e discutir duplicação da PR 445

Assessoria de Comunicação da CML

O Colégio de Líderes da Câmara Municipal de Londrina escolheu na última quinta-feira (31/10) os cinco integrantes do grupo de vereadores encarregados de acompanhar as atividades da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instalada pela Assembléia Legislativa do Paraná. Proposta pelo vereador Professor Fabinho (PPS) a Comissão Especial do Legislativo Londrinense é composta por Padre Roque (PR); Tio Douglas (PTB); Gerson Araújo (PSDB), a vereadora Elza Correia (PMDB), além do autor da proposta.

O vereador Professor Fabinho explicou que os vereadores londrinenses terão contato direto com os integrantes da CPI do Pedágio e já solicitaram cópia de todos os documentos referentes ao trabalho desenvolvido pelos deputados. “Vamos acompanhar as atividades da CPI para ter acesso aos documentos, relatórios de audiências e pareceres, com o objetivo de conhecermos de fato a realidade do pedágio no Paraná”, informou Fabinho.

Ainda de acordo com o parlamentar londrinense, os vereadores vão dedicar especial atenção à discussão da proposta do Governo do Estado que prevê a instalação de uma praça de pedágio para a duplicação da PR-445, no trecho compreendido entre as cidades de Londrina e Mauá da Serra. “Queremos que a população de Londrina e da região seja ouvida sobre a proposta e por este motivo já pedimos aos deputados da CPI do Pedágio que exijam do governador a realização de uma audiência pública em Londrina sobre o assunto”, disse o vereador.

Para reforçar essa posição, Fabinho informou que nos próximos dias o grupo de vereadores londrinenses e a Ong Por Amor à Londrina vão coletar assinaturas em documento que deverá ser encaminhado ao governo estadual, solicitando que a população seja ouvida antes da definição sobre a implantação de uma praça de pedágio na PR 445. “Não podemos admitir o pedágio como única forma de viabilizar a duplicação da rodovia”, disse o vereador.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios