Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ato seria “provisório”, e serviria até que o Senado aprove a outra Proposta que exige voto aberto para tudo.

Diante do impasse que ronda a Câmara dos Deputados e o Senado Federal, o vice-líder do Governo, deputado Alex Canziani (PTB), propõe a votação, pela Câmara, da PEC 196, que institui voto aberto só para os processos de cassação, “até que o Senado analise a PEC [349] que aprovamos, que defende o voto aberto em todos os processos de votação”, inclusive nas assembleias legislativas, na Câmara Legislativa do Distrito Federal e nas câmaras municipais. Os senadores defendem que o voto aberto seja – apenas – para a cassação de mandatos.
 
Canziani explica que a PEC 196, que institui voto aberto só para os processos de cassação, poderá ser votada na Câmara já no próximo dia 18 e ser promulgada, porque já foi aprovada pelo Senado. “Seria uma forma mais simplificada para avançarmos nesse tema”, sustentou o parlamentar paranaense.
 
O deputado também destaca que o Congresso precisa evitar o que aconteceu no processo de votação de cassação do deputado Natan Donadon. “Não podemos permitir que aconteça, mais uma vez, o que ocorreu no processo de votação do deputado Donadon. Então é mais razoável que votemos esta PEC [do voto aberto só para cassações] logo. Assim, os próximos processos de cassação de mandatos já ocorreriam com voto aberto. Enquanto isso, o Senado analisa a PEC aprovada nesta semana para qualquer caso”, afirmou Canziani.
 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios