Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado estadual Cobra Repórter apresentou na segunda (24) e já foi aprovado, um requerimento na Assembleia Legislativa para que policiais civis, militares e agentes penitenciários tenham prioridade na vacinação contra a Gripe H1N1. A justificativa é que esses profissionais lidam diariamente com muitas pessoas e por isso estariam mais expostos ao vírus da gripe.

Com a aprovação do requerimento, será enviado expediente ao Ministro da Saúde, Ricardo Barros e o secretário estadual de Saúde, Michele Caputo Neto, com o pedido de prioridade.

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza 2017 teve início no último dia 17 de abril e têm prioridade as pessoas com 60 anos ou mais, profissionais de saúde, mulheres que tiveram filhos a menos de 45 dias, crianças de 6 meses a 4 anos de idade, pessoas com doenças crônicas e indígenas. Neste ano foram incluídos como público-alvo os professores da rede pública e privada.

“Entendemos que essas categorias merecem atenção especial, pois estão e contato constante com grande quantidade de pessoas e mais vulneráveis ao vírus da gripe. Além disso, vivem em constante tensão, o que influencia diretamente na imunidade, deixando-os mais suscetíveis”, reforça Cobra Repórter.

Meire Bicudo/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios