Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Projeto “Trabalho, Justiça e Cidadania” foi desenvolvido na cidade, em parceria com a Secretaria de Educação, e premiou três alunos

O prefeito Barbosa Neto participou hoje (22) da solenidade de premiação do projeto “Trabalho, Justiça e Cidadania”, resultado de uma parceria entre a Secretaria de Educação e a Associação dos Magistrados do Trabalho da IX região (AMATRA). O evento aconteceu no Sindicato do Comércio Varejista de Londrina (Sincoval) e premiou as três melhores redações de alunos da rede municipal de ensino.

Participaram do projeto, 250 alunos da 4ª série e da Educação de Jovens e Adultos de duas escolas municipais, Francisco Pereira de Almeida Junior e a José Garcia Vilar, ambas na região leste. A participação dos alunos deu-se mediante a produção de textos, durante os meses de abril e julho, sobre os temas “trabalho infantil” e “direito dos cidadãos”. Para a realização das redações, os alunos receberam da AMATRA duas cartilhas: uma sobre legislação e outra sobre o trabalho infantil.

A premiação do concurso prevê a entrega de um notebook para o primeiro colocado e para a professora que orientou e um MP4 para o segundo e terceiro lugares. Foram responsáveis pela premiação, a Secretaria de Educação, juntamente com a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (ANAMATRA) e a AMATRA IX. Em primeiro lugar, ficou a redação da aluna Polyana Danúbia, orientada pela a professora Lucimara Zanuta. Em segundo, Ruan de Oliveira, e, em terceiro, o texto escrito pela aluna do EJA, Darciana da Silva. “Aprendi muito, participando deste projeto. Agora já sei sobre o direito dos cidadãos. Estou muito feliz de ter ganho”, contou a vencedora.

O prefeito Barbosa Neto agradeceu o privilégio de Londrina ser escolhida para esse projeto e destacou a importância do investimento na educação. “A educação, na nossa administração, é prioridade número um. Hoje, nós temos sete mil crianças em tempo integral, como é o caso do José Garcia Vilar”, ressaltou. Barbosa lembrou, ainda, de outras aquisições na educação, como os uniformes escolares. “45 escolas municipais estão em projetos de reformas e construção, destas, três já foram entregues. Ao total, são 66 escolas que tiveram a intervenção da prefeitura”, acrescentou o prefeito.

A secretária de Educação, Karin Sabec Viana, agradeceu a parceria com a AMATRA e ressaltou a excelência da cartilha oferecida por eles. “Projetos e parcerias como esta ajudam a formar as crianças de nossa cidade em cidadãos”, disse a secretária.

A diretora da Assistência Social da Amatra, Sandra Cristina Zanoni, falou sobre a importância da parceria com a prefeitura. “Para a AMATRA, a implantação do projeto significa não apenas a continuidade de um projeto nacional; porém, trazer aos jovens paranaenses a possibilidade de conhecerem melhor a constituição da república do Brasil, seus direitos e deveres como crianças, adolescentes, adultos, trabalhadores e cidadãos. Assim, temos a satisfação de saber como contribuir para o desenvolvimento da nossa cidade”, concluiu.

Durante a solenidade, os alunos das duas escolas municipais participantes do projeto fizeram apresentações artísticas, como teatros e danças. Participam do evento, além do prefeito, da secretária de Educação e da juíza representante da AMATRA, as juízas Patrícia Beneti Cravo e Neide Akiko Pedroso, além dos diretores e supervisores das escolas municipais. (Ncom_PML)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios