Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, assegurou que não faltarão professores e funcionários para atender os 1,3 milhões de estudantes que iniciam o ano escolar de 2012. As aulas estão marcadas para começar no dia 8, em todas as 2,2 mil instituições de ensino da rede pública estadual. Foto: José Fernando OguraO vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, assegurou que não faltarão professores e funcionários para atender os 1,3 milhões de estudantes que iniciam o ano escolar de 2012. As aulas estão marcadas para começar no dia 8, em todas as 2,2 mil instituições de ensino da rede pública estadual. 

O clima de normalidade deve-se às ações de planejamento adotadas pela secretaria em 2011. As aulas, que anteriormente eram distribuídas no final de janeiro, foram distribuídas aos professores antes mesmos das férias, em dezembro do ano passado. A distribuição já foi feita até mesmo para os 9.516 docentes nomeados pelo governador Beto Richa na semana passada. 

“Terminamos o ano letivo de 2011 com todos os professores nas escolas e aulas já distribuídas. Pode acontecer de uma escola ter superado a sua expectativa de matrículas, mas nós imediatamente vamos suprir estas necessidades”, afirma Arns. 

MENOS ALUNOS POR TURMA – O ano escolar também começará com menos alunos por turma nas escolas estaduais. Em outubro do ano passado, foi publicada a resolução número 4.527, que fixa o número de alunos para efeitos de composição de turmas. 

A resolução começa a vigorar a partir deste ano, com implantação gradativa até 2014. No ensino fundamental, as turmas – que pela resolução anterior podiam ter até 40 alunos – terão no máximo 30, na 5ª e 6ª séries, e até 35 na 7ª e 8ª séries. No ensino médio, o número máximo de alunos foi reduzido de 45 para 40. Na educação de jovens e adultos, as turmas terão de 20 a 25 alunos (até agora eram de 25 a 45 alunos). 

“Isso faz parte do processo de melhoria proposto pelo governo. A qualidade de ensino também está associada ao número de alunos em sala de aula”, diz o secretário. 

Outra mudança ocorrida no ano passado que se reflete no início aulas é o sistema de matrículas. A secretaria deixou de adotar apenas o georreferenciamento e estabeleceu parcerias com os municípios. “Associamos vários critérios para melhorar a matrícula e atender melhor às famílias”, destaca Arns. 

SEMANA PEDAGÓGICA – Apesar de as aulas terem início somente na próxima quarta-feira (8), as atividades nas escolas estaduais começaram na terça-feira (1º), com o planejamento das atividades pedagógicas. Até a terça-feira (7), acontece a Semana Pedagógica, evento de capacitação dos professores, diretores e funcionários da educação do Paraná.

(AEN / PR)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios