Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Fomento Paraná atingiu em outubro a meta de financiamentos da linha Banco do Empreendedor Taxistas para 2015, de contratar até R$ 10 milhões em veículos novos para uso em serviços de táxi no Estado. A previsão inicial de manutenção da linha era chegar a esse número em 31 de dezembro. 

Considerando todos os pedidos de financiamento solicitados, a instituição já concedeu mais de R$ 7 milhões e outros R$ 3 milhões em propostas estão em fase de cadastro ou análise de crédito para posterior liberação. 

“Com a crise econômica, não esperávamos chegar a esse volume de contratações tão rápido. Agora, vamos reabrir a linha em 2016, dentro do nosso planejamento estratégico”, explica o gerente de Mercado e Relações Institucionais da Fomento Paraná, Luiz Renato Hauly. 

TÁXI EM FAMÍLIA – O permissionário Artur Ergang foi o primeiro financiado pela linha Banco do Empreendedor Taxistas, em março de 2013. Desde então, os dois filhos, Marcio e Fernando Ergang, também buscaram crédito na instituição. “A família toda financiou os táxis na Fomento Paraná”, conta Marcio. “As condições são excelentes, não têm comparação com outras linhas”, completa ele. 

“Sempre fomos bem atendidos e, como fomos os primeiros, várias pessoas nos perguntavam sobre o crédito. Nós sempre recomendamos”, comenta o patriarca Artur. 

CRÉDITO - Desde a reabertura da linha, em maio, 200 taxistas de diversas regiões do Estado conseguiram trocar o veículo utilizado em serviço. Quase metade são profissionais que trabalham em Curitiba. O restante é de municípios da região metropolitana, como São José dos Pinhais, e do Interior, onde se destacam Londrina e Foz do Iguaçu. 

O presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa, explica que a linha Banco do Empreendedor Taxistas é sucesso desde que foi lançada, pelo governador Beto Richa, em 2012. “Na primeira leva contratamos pouco mais de mil veículos, com R$ 34 milhões em financiamentos. Agora, em poucos meses, estamos batendo a meta de financiar R$ 10 milhões em 2015. Seguramente voltaremos com essa linha em 2016”, afirma. “Estamos contentes em ver a satisfação dos taxistas em poder melhorar a ferramenta de trabalho e levar mais conforto e segurança aos clientes.”

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios