Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Durante visita à central de recicláveis em Brasília, na quinta-feira (7), a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT/PR) entregou uma cópia de requerimento de sua autoria que cria a Frente Parlamentar em Defesa dos Catadores e Catadoras de Recicláveis na Câmara dos Deputados, antiga reivindicação do grupo.  Segundo Gleisi, a iniciativa já recebeu as assinaturas necessárias e será formalizada em breve, com uma cerimônia no Congresso Nacional.

 “É uma categoria de trabalhadores fundamental para a sociedade, que precisa estar representada no parlamento. Lutaremos para tornar isso realidade”, disse a parlamentar durante o evento que teve a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Lula e Gleisi foram conhecer o Complexo Integrado de Reciclagem do Distrito Federal, centro que emprega 450 catadores de materiais reciclados e é resultado direto das políticas de apoio a essa categoria de trabalhadores implementadas durante o governo do ex-presidente.

Inaugurado em dezembro do ano passado, o complexo se tornou realidade graças à cessão do terreno feita pela Secretaria de Patrimônio da União e à liberação de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), realizadas em 2012, já no governo de Dilma Rousseff.

 “Essa estrutura foi resultado de um governo que nos reconheceu. Se hoje somos catadores de materiais recicláveis reconhecidos pelo mundo inteiro, foi graças ao seu governo”, disse Lúcia Fernandes Nascimento, presidente da Cooperativa de Trabalho de Reciclagem Ambiental da Cidade Estrutural (Coorace), dirigindo-se a Lula. “Não deixe de lutar por essa categoria tão sofrida. E não deixe de lutar não só pelos catadores, mas pelos pobres, pelos indígenas, pelos negros, porque não temos vez neste país de miséria”, acrescentou.

“É muito emocionante ouvir esses relatos e estar aqui nesta central, que é fruto da luta e do trabalho de vocês e da compreensão de quem estava à frente de um governo que governou para os mais pobres e os trabalhadores”, discursou Gleisi. “Diz o ditado que a importância da cabeça está onde os pés pisam, e os pés do presidente Lula sempre pisaram onde o povo pisa. E quando o presidente Lula pisou os tapetes do Palácio do Planalto, levou os trabalhadores para lá, para pisar. Foram os catadores, foram os sem-teto”, acrescentou.

Lula disse às catadoras e aos catadores presentes que nunca deixará de olhar para a categoria, que foi regulamentada em seu governo. “Se um dia o PT voltar a governar este país, a gente vai voltar a se encontrar todo ano para a gente discutir o futuro dessa categoria chamada catador de materiais recicláveis, que precisa ser muito honrada”, comprometeu-se Lula, que, durante seus dois mandatos, reuniu-se todo 23 de dezembro com catadores e moradores de rua.

Agência PT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.