Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Agência UEL

Cerca de 150 estudantes, de 45 universidades e institutos de pesquisa renomados do Brasil, entre eles Unicamp, USP, ITA e UFPE, estarão reunidos a partir desta sexta-feira, 9 de novembro, até sábado, dia 10, a partir das 10h30, no Parque de Exposições Ney Braga, nos Recintos José Garcia Molina e Horácio Sabino Coimbra, para a final brasileira da edição 2012 da Maratona de Programação.

Para os jovens talentos da programação é a oportunidade de colocar em prática a teoria aprendida em sala de aula e aperfeiçoar a habilidade de resolver problemas, usar a criatividade e o trabalho em equipe.

Os sete melhores classificados vão para a final Mundial do International Collegiate Programming Contest (ICPC), promovido pela Association for Computing Machinery (ACM), que será realizada em 2013, em Saint Petersburg, na Rússia. Ao todo os 50 melhores times de três integrantes foram classificados nas seletivas regionais, e irão competir nos dias do evento em Londrina.

A competição consiste na resolução de até onze problemas ligados à área de Computação, em até cinco horas. Segundo o professor Jacques Brancher, do Departamento de Computação e organizador do evento, os problemas são elaborados por um grupo de juízes que discute exaustivamente cada desafio, que traz conceitos de programação e estruturas de dados no nível básico e avançado. “As estratégias utilizadas são mantidas em sigilo pelos competidores, que deverão resolver os problemas no menor tempo possível”, afirma.

Jacques explica que o julgamento será feito por ex-competidores e professores da área, que tem à disposição um sistema específico de correção automática dos problemas. “Todo o processo de pontuação leva em consideração o tempo em que o time levou para resolver o problema, bem como o número de problemas resolvidos”, diz.

Segundo ele, o time vencedor deverá acumular mais problemas resolvidos num espaço de tempo menor. Os competidores terão à disposição um computador e material impresso de consulta para resolução dos desafios, além de algoritmos e também roteiros de programação que incluem modelos de entrada e saída de problemas.

Vale ressaltar que os vencedores chamam atenção do mercado, pois recebem propostas de trabalho de renomadas empresas da área de computação. É o caso da IBM, patrocinadora mundial do evento, além do Google Brasil, de Belo Horizonte, Microsoft, Yahoo, UOL do grupo Folha, e de outras grandes corporações que dominam o mercado de computação mundial.

A final mundial de 2014 está prevista para ocorrer no Brasil, em São Paulo. A maratona é organizada, desde 2006, pela Sociedade Brasileira de Computação, com patrocínio no Brasil da Fundação Carlos Chagas, além da ACM e IBM. Em Londrina o evento é promovido pelo Departamento de Computação da Universidade Estadual de Londrina (UEL), com coordenação do professor Jacques Brancher. Já os alunos do curso de Ciências da Computação da UEL irão atuar como voluntários.

O evento vai contar ainda com a presença do presidente da Sociedade Brasileira de Computação, Paulo Roberto Freire Cunha da UFPE e o presidente da Fundação Carlos Chagas, Fernando Freire. A competição em Londrina conta com o apoio do UOL, Londrina Convention Bureau, Frezarin Computadores, Sercomtel, ITEDES e Blue Tree Premium Londrina.

Serviço 
Maratona de Programação 
Quando: dias 9 e 10 de novembro (sexta e sábado), a partir das 10h30. 
Onde: Parque de Exposição Ney Braga - Recintos José Garcia Molina e Horácio Sabino Coimbra. 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL