Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Asimp/CML

Foto: Devanir Parra/CMLAs medidas já adotadas pela Secretaria Municipal de Educação associadas as propostas apresentadas na terça-feira (18) durante reunião que discutiu o déficit de atendimento na educação infantil em Londrina, poderão garantir 1.700 novas vagas, no curto e médio prazos, para 2013. O relatório do encontro que foi coordenado pela vereadora Sandra Graça (PP), vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, será apresentado à equipe prefeito eleito Alexandre Kireeff (PSD) nesta quinta-feira (20).

“Ações pontuais e objetivas poderão reduzir o déficit na área em favor da população e precisam ser discutidas com os dirigentes que se despedem e aqueles que assumirão a Prefeitura de Londrina”, disse Sandra Graça lembrando que o Poder Público deverá atender as situações emergenciais, mas deve assumir o compromisso de zerar o déficit estimado em aproximadamente 4.200 vagas para educação infantil no município. “As propostas passam pela criação de cargos de professores, integração entre as secretarias, negociação com empreendedores entre outras ações”, completou a vereadora. Na área da educação infantil o município atende hoje aproximadamente 8 mil crianças, na faixa etária de 0 a 5 anos, contando com uma infraestrutura composta por 18 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e 61 filantrópicos.

Novos cargos – Durante a reunião, a equipe da Secretaria da Educação, liderada pela secretária municipal Maria Inês Galvão de Mello, informou que em abril deste ano solicitou a criação de novos cargos de professores à Gestão Pública; reivindicação que será reiterada ainda esta semana à atual Administração. As equipes da Educação, Fazenda e Planejamento, presentes ao encontro também defenderam a realização de mutirão entre os diferentes  órgãos da Prefeitura para a construção de 20 novas salas de aula com recursos previstos no orçamento do próximo ano (R$ 3 milhões) como também o aditamento no valor de R$ 4,5 mi do termo de cooperação com entidades filantrópicas que atuam na área da educação infantil. “Estes valores também já estão previstos no orçamento e significa que o acréscimo gradual do repasse de recursos às filantrópicas poderá aumentar o número de crianças atendidas”, informou Sandra Graça.  

Outra proposta que ganhou a adesão dos presentes à reunião refere-se a necessidade de ampliar de 20 para 25 o número de alunos permitidos por turma na área da educação infantil. Esta nova diretriz deverá passar uma discussão do Conselho Municipal de Educação (CMEL). “ Se mantivermos número em 25 alunos por turma poderemos aumentar imediatamente 720 vagas para a educação infantil”, admitiu a secretária Maria Inês Galvão.

Já em relação as demandas geradas pelos empreendimentos do “Programa Minha Casa, Minha Vida” o grupo discutiu com o engenheiro da Companhia de Habitação de Londrina ( Cohab-LD), José Antonio Bahls Santos, a necessidade de garantir, por meio de recursos privados, a infraestrutura necessária na área da Educação. Neste sentido um novo CMEI deverá ser construído pelo empreendedor do Residencial Moradas de Portugal no espaço já reservado para o empreendimento e caberá à Prefeitura a construção de outra unidade na área reservada ao Serviço Público Local, ao lado Residencial Vista Bela. Ainda na zona Norte da cidade, no Jardim Maria Celina, o Ministério Público deverá adotar medidas para a retomada da construção do CMEI em caráter emergencial, em razão da falência da empreiteira responsável pela obra.

Além de dirigentes de diferentes pastas da Prefeitura de Londrina e da vereadora Lenir de Assis (PT) participaram da reunião o padre César Braga de Paula, presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e o promotor Marcio Luis Bergantini que já confirmaram presença no encontro marcado para amanhã que contará também com a participação dos futuros secretários da equipe do prefeito eleito Alexandre Kireeff. 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios