Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

PUC Londrina foi habilitada pelo ministro Aloízio Mercadante, da Educação

Meire Bicudo/Asimp

A cidade de Londrina terá finalmente seu curso de medicina na Pontifícia Universidade Católica local. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Aloízio Mercadante, ontem (5), na sede do ministério em Brasília. Ao todo foram anunciadas 800 vagas em seis estados, de um total de 2.415 que serão abertas em breve. No caso especial de Londrina, Mercadante ressaltou também o papel do deputado federal André Vargas (PT-PR) e da ex-ministra Márcia Lopes, que trabalharam “incansavelmente” para vencer todos os trâmites, disse o ministro.

Com o anúncio do ministro, Londrina passará já no segundo semestre desse ano, a oferecer 60 vagas. O ministério ressaltou que a PUC Londrina já conta com cursos na área saúde, tais como enfermagem, farmácia, psicologia, nutrição, odontologia, fisioterapia e outros. O grande impulso agora será a formação em medicina. O MEC ressaltou em nota que os cursos contam com conceito 5, que é considerado alto, o que também facilitou no andamento da autorização.

O deputado André Vargas destacou que isso só está sendo possível por conta dos quase R$ 50 milhões em investimentos federais na Santa Casa, que está construindo uma nova ala que é quase um novo hospital. “É que o hospital-escola desse novo curso deverá ser a Santa Casa. Esta foi uma luta árdua que valeu a pena. Só foi possível obter o parecer favorável dos ministérios graças aos investimentos de R$ 50 milhões na Santa Casa. Mais leitos: uma grande conquista da cidade e do Paraná através do Governo do PT. Hoje é um dia histórico para Londrina e para o ensino superior de medicina no Brasil”, comemora Vargas.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios