Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado federal André Vargas, que esteve recentemente em reunião com o ministro Aloízio Mercadante, disse que haverá um processo de abertura de cursos de medicina em todo o País, tendo uma prioridade para o norte do Paraná.

Segundo Vargas, a presidenta Dilma Rousseff determinou que fossem criados mais cursos de medicina e o os ministros Alexandre Padilha [Saúde] e Aloízio Mercadante estão empenhados em fazer um grande processo de formação de novos médicos no Brasil, para que a área da saúde seja qualificada e a população que mais necessita tenha acesso à medicina de qualidade, com a evolução tecnológica no serviço de medicina. “Hoje nós temos a falta de profissionais para dar assistência à saúde, principalmente as família mais pobres, isso acontece no norte do Paraná e também pelo Brasil todo”.

Durante a reunião com o ministro Mercadante, o principal assunto abordado foi a criação de dois novos cursos de medicina para o norte do Paraná, um em Maringá, pela Uningá e um para Londrina, que deverá ser implantado na PUC – Londrina. O novo curso de medicina da PUC-Londrina, já foi aprovado pelo Conselho Nacional de Saúde.

Vargas acredita que um dos motivos da aprovação do curso se deve às obras da Santa Casa de Londrina. “O hospital-escola será a Santa Casa e nós mostramos para o Conselho que o novo hospital que está sendo construído dentro da Santa Casa, que será equipado com recursos federais até o final desse ano. Com esse ‘novo’ hospital e mais um curso de medicina, a cidade dá um passo a mais para melhorar o sistema da saúde pública municipal”, avaliou.

Segundo informações do deputado, caberá a universidade apresentar os detalhes técnicos e dimensionar a quantidade de vagas que ela terá capacidade de atender, o que provavelmente, deverá ser definido até o começo do ano.

(Asimp/Andre Vargas)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios