Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Todo ano quando chega a época do vestibular, milhares de estudantes enfrentam um drama: a escolha da profissão. Além de preparar os alunos para passar no vestibular, o desafio da Educação hoje é capacitá-los para fazer a melhor escolha ao optar por uma carreira. Essa é uma das preocupações do curso de Psicologia da Unopar, que acaba de criar uma oficina de orientação profissional.

Antigamente se acreditava que as pessoas tinham uma predisposição natural para determinada atividade. Por isso, na hora de escolher uma profissão, os jovens eram encaminhados para uma orientação vocacional. Atualmente essa orientação é chamada profissional e tem muito mais a ver com a realidade das profissões do que com vocações pessoais.

A orientação profissional procura informar o estudante, da melhor maneira possível, para que ele possa fazer uma escolha realista e consciente. Isso inclui vários dados sobre as profissões desejadas – empregabilidade, faixa salarial, as matérias estudadas nos cursos de graduação e principalmente as atividades exercidas por cada profissional. “Por falta de informação a pessoa muitas vezes desconhece as possibilidades da profissão escolhida. Por exemplo, um engenheiro pode atuar também como perito; quem faz Artes Visuais pode trabalhar dentro de uma empresa, de um escritório de arquitetura, com a criação de páginas na internet”, explica Francisco Heitor da Rosa, professor de Psicologia da Unopar.

Um exemplo bem real

É o que aconteceu com Victor Reale, ex-aluno de Artes Visuais da Unopar que acaba de lançar um game pelo site da Apple. “Sempre me interessei por jogos e meu trabalho de conclusão de curso (TCC) foi um jogo sobre o patrimônio histórico de Londrina”, conta. Aos 21 anos, Victor afirma que pretende fazer carreira criando games: “Eu sempre quis trabalhar com isso”. Junto com um primo, ele já prepara o próximo lançamento, um game chamado Galileu´s Quest.

Para ajudar outros jovens a se realizar profissionalmente como Victor, o curso de Psicologia da Unopar vai oferecer uma oficina de orientação profissional durante os Cursos de Férias que a Universidade abre para a comunidade todos os anos tradicionalmente no mês de julho. As inscrições já estão abertas. “A ideia é ajudá-los nesse processo de autoconhecimento. Vamos usar dinâmicas, testes, técnicas psicológicas e acima de tudo, muita informação”, explica o professor. Ele tem uma dica bem prática para quem está escolhendo uma profissão: “O segredo é ler o manual de instruções, ou seja, estudar a legislação que regulamenta a profissão. Ali aparecem a maioria das informações que a pessoa precisa saber antes de tomar uma decisão”.

Formando cidadãos

Desde o ano passado, os países da comunidade europeia estão usando uma outra filosofia para orientar os jovens na escolha de uma profissão. O enfoque principal da orientação de carreira é a formação de um cidadão para o mercado de trabalho. Assim, a escolha profissional não se baseia apenas na vantagem pessoal mas na necessidade social. O professor Francisco explica melhor: “Por exemplo, hoje no Brasil a profissão médica é uma das mais valorizadas. No entanto, temos médicos sobrando nas grandes cidades enquanto nos pequenos municípios faltam profissionais. Dentro dessa visão, os candidatos ao vestibular de medicina seriam preparados para sair dos grandes centros. Esse tipo de orientação busca um equilíbrio entre a satisfação pessoal e a necessidade social”.

(Asimp/Unopar)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios