Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

AEN

O Paraná vai construir 18 novas escolas em 2013 (veja lista abaixo). O anúncio foi feito pelo governador Beto Richa e pelo secretário da Educação e vice-governador Flávio Arns. O investimento previsto é de R$ 60 milhões, em parceria com o governo federal, por meio do Plano de Ações Articuladas (PAR).

O conjunto de obras representa mais de 200 novas salas de aula – benefício direto para cerca de 15 mil estudantes do ensino fundamental e ensino médio. “A educação é prioridade absoluta e todos os esforços do governo buscam garantir ensino de qualidade e a cidadania para nossos jovens”, afirma Richa.

O governador destacou as conquistas da educação estadual nos últimos dois anos. “Isso está bem claro nos processos que estamos promovendo para valorizar o professor, nas reformas e ampliações das escolas, na troca do mobiliário dos estabelecimentos, no novo sistema de avaliação educação básica e agora na construção dessas escolas”, disse o governador.

Flávio Arns disse que os recursos federais aprovados para os projetos das novas escolas estavam sendo negociados desde o ano passado e foram empenhados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). As obras devem ser iniciadas no primeiro semestre do próximo ano.

“Além de escolas urbanas, neste pacote vamos construir também unidades que vão beneficiar comunidades quilombolas e escolas do campo em locais onde estas estruturas são muito necessárias para levar cidadania”, afirma o secretário.

Arns lembrou que um grupo de crianças quilombolas esteve no seu gabinete recentemente para reivindicar a construção da escola Diogo Ramos, em Adrianópolis, no Vale do Ribeira. “Esta é uma das comunidades contempladas neste pacote de obras que agora temos o prazer de anunciar”, disse Arns.

Impacto

De acordo com o secretário, a construção das 18 unidades novas terá um grande impacto nas comunidades, porque são esperadas há muito tempo, para atender a demanda por vagas em escolas públicas. As novas escolas também ajudarão a reduzir os gastos com o transporte escolar em alguns municípios, por conta da oferta de ensino mais próximo das comunidades.

Para o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, a construção de novas escolas demonstra o investimento vigoroso que o Estado está fazendo na Educação. “Esses investimentos são fundamentais para um ensino de qualidade. Inclusive aprovamos nesta semana na Assembleia Legislativa o Orçamento para 2013, que prevê R$ 5,4 bilhões para a Educação. O governo Beto Richa também tem cumprido seus compromissos salariais com os professores e investindo fortemente no transporte escolar”, afirmou.

Municípios

Os recursos para a construção das novas escolas são bastante significativos para os municípios. Em Manfrinópolis, no Sudoeste do Estado, por exemplo, o investimento na construção do Colégio Estadual São Cristóvão será de R$ 3 milhões e vai beneficiar 370 alunos da educação normal e 18 da educação especial.

Além de 10 salas de aula novas, vão ser construídos oito ambientes de administração, nove ambientes de serviço, uma sala multiuso, um laboratório de informática e outro de ciências. A escola vai receber também uma biblioteca, quadra coberta, uma casa para o zelador e vai ser possível também a criação da primeira APAE no município. “É muito importante, porque nossos alunos poderão estudar no município e no futuro poderemos ter também o ensino em tempo integral”, disse a secretária municipal de educação, Arlete Zamchi Serafini.

De acordo com a chefe do núcleo de Francisco Beltrão, Ozélia de Fátima Nesi Lavina, o investimento vai proporcionar mais conforto e qualidade para os alunos da região. “Essa comunidade esperava há anos por esse investimento. Agora teremos espaço também para a criação da primeira escola de educação especial no município”, disse Ozélia.

Municípios que vão receber novas escolas
MUNICÍPIO ESCOLA/salas INVESTIMENTO
Adrianópolis Diogo Ramos - 4 R$ 987 mil
Bandeirantes Bela Vista - 14 R$ 4,5 milhões
Campina G. do Sul Jardim Paulista - 20 R$ 4,2 milhões
Campina G. do Sul Ribeirão Grande - 6 R$ 3,3 milhões
Campo Largo Casemiro Karman - 20 R$ 3,8 milhões
Cascavel Jardim Canadá - 12 R$ 3 milhões
Catanduvas Dilma Angélico - R$ 3,2 milhões
Clevelândia Terezinha da Rocha - R$ 3,5 milhões
Cornélio Procópio William Madi - 14 R$ 3,5 milhões
Guarapuava Leni Marlene Jacob - 16 R$ 3,5 milhões
Guarapuava Pedro Carli - 20 R$ 4 milhões
Laranjeiras do Sul José Marcondes Sobrinho - 14 R$ 3,1 milhões
Manfrinópolis São Cristóvão - 10 R$ 3 milhões
Mal. Cândido Rondon Monteiro Lobato - 8 R$ 2,9 milhões
Medianeira Independência/T. Neves - 14 R$ 3,1 milhões
Paranacity Antonio Tortato - 12 R$ 3,1 milhões
Pato Bragado Pato Bragado - 12 R$ 3,5 milhões
Sta. T. do Itaipu Arcângelo Nandi - 10 R$ 3,2 milhões

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios